Prefeitura atualiza regras para uso de espaços esportivos

Ricardo Welbert

Alvo de recente polêmica, o decreto municipal que regulamenta a cessão e a utilização dos espaços destinados à prática de esportes em Divinópolis foi alterado pela Secretaria de Esportes e Juventude após a detecção de repetições e erros de redação. A atualização foi publicada no “Diário Oficial dos Municípios Mineiros” no dia 12 último.

De acordo como secretário Ewerton Dutra de Mendonça, a redação original do decreto 12.781/2018, publicada em 4 de janeiro, continha parágrafos repetidos e frases que permitiam entendimentos diferentes dos desejados.

— Muitas vezes, os textos nem entravam nas questões corretamente. A principal mudança no texto foi a de que, a partir de agora, apenas os eventos esportivos deverão ser agendados na Secretaria de Esportes. Os demais precisarão ser programados juntos à Secretaria de Governo — diz.

Uma alteração feita no trecho que trata de cheque calção serviu para esclarecer a diferença entre eventos de prazos curto (que duram até dois dias) e longo (acima disso). A nova redação do decreto também prioriza os eventos esportivos.

— Se uma feira de móveis já tiver sido marcada para ocorrer no poliesportivo do Centro, por exemplo, e uma equipe de esporte precisar do espaço para treinar ou competir no mesmo dia e horário, a prioridade será dos atletas, pois acreditamos que os organizadores do evento anteriormente marcados podem encontrar outro lugar para realizá-lo, enquanto os atletas não — detalha Dutra.

Atritos

O decreto original gerou desentendimentos entre a Secretaria de Esportes e Juventude e a Associação Basquete Divinópolis (ABD). A entidade teve atletas proibidos de usarem o poliesportivo do Centro por não terem os R$ 2,5 mil mensais exigidos como taxa para utilização do espaço público.

Ontem o secretário disse ao Agora que, durante negociação com a entidade, chegou a oferecer a possibilidade de que ela pagasse R$ 800 por ano para uso da quadra. Porém, ainda segundo o secretário, o presidente da ADB, Bruno Barros e Pimenta, não compareceu para assinar o contrato e, por isso, os atletas não estão usando o espaço. A reportagem tentou contato com Bruno, mas a ligação não foi atendida.

Comentários
×