Ministério Público muda recomendação feita a postos de combustíveis em Divinópolis

Ricardo Welbert 

Depois de expedir uma recomendação aos postos de combustíveis em Divinópolis, o Ministério Público estadual retrocedeu em um dos aspectos citados e publicou uma alteração no que havia pedido.

De acordo com o promotor Sérgio Gildin, mudanças na paralisação dos caminhoneiros e novos fatos informados à autoridade levaram à atualização.

Pelo que havia sido dito, nas hipóteses de descarregamento de diesel que realizem abastecimento racionando, o estoque existente a partir da venda a cada caminhão ou carreta do valor de R$ 400 por veículo de carga deveria ser expressamente limitado a um abastecimento por pessoa, a cada quatro dias, a depender da disponibilidade do estabelecimento.

— Ficam excluídos da regra os veículos utilitários a diesel, os quais deverão seguir a recomendação de limite de abastecimento de 30 litros ou o valor de R$ 100 por veículo — diz o promotor.

Cópia do aditivo foi encaminhado ao setor de fiscalização da promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor para que realize fiscalização nos postos de combustívveis para verificar o cumprimento.

 

Comentários
×