Yes, criminal mass media

CREPÚSCULO DA LEI – ANO III – CXXXV

 

Yes, criminal mass media

 

É assustador o nível de criminalidade e vitimidade que a grande mídia provoca no Brasil.

Isto é oportunamente demonstrável quando muitas pessoas estão acompanhando aterrorizadas os fatos gravíssimos apurados pela CPI/covid/genocídio e os depoimentos apresentados ali,  demonstrando todo um esquema de extermínio de brasileiros sem o menor pudor, sem a menor vergonha ou empatia, e tudo acompanhado por um lastimável chorrilho de mentiras praticadas por agentes do governo.

Entretanto, nada do que ali se publica em vias de inquérito público já não era do conhecimento da grande mídia, ou seja, a grande mídia de tudo já tinha conhecimento. Aliás, não só sabia como se omitiu em esclarecer os responsáveis pelo esquema criminógeno de distribuição de medicamentos enganosos às pessoas, ao canto e ao brado de “artistas” devedores do fisco.

Não se trata de argumentar que tal ministro foi contestado ou coisa similar. Trata-se de ocultação de todo o esquema da matança, detalhadamente, no seu nível mais capilar e mais pontuado possível, inclusive apresentando os empresários responsáveis. Nada disso foi feito.

Da mesma forma, não adianta a teatrologia de críticas ao sujeito que ocupa a presidência, pois essa mesma grande mídia foi quem que o colocou lá. É por conta disso que, não obstante a mortalidade ultrajante, não se ouve dessa mesma mídia nenhuma palavra similar a IMPEACHMENT, sim, IMPEACHMENT. Nesse aspecto, a grande mídia continua silenciosa e as mortes continuam.

A grande mídia no Brasil é tão criminosa que nada fala da volta da INFLAÇÃO, DOS AUMENTOS CONSTANTES DO COMBUSTÍVEL, DA FOME ALASTRANTE, DO DESEMPREGO GALOPANTE, DA CORRUPÇÃO ESCANDALOSA DOS MINISTÉRIOS, DA INOPERÂNCIA DA PGR E DA CONIVÊNCIA DO CONGRESSO.

Essa mesma grande mídia sequer sente algum constrangimento ao (não) ver o juiz herói que ela fabricou para perseguir o governo anterior ocultando-se nos EUA, enquanto por aqui vem se conhecendo toda farsa na qual ele se envolveu – conjuntamente com CIA e FBI – provavelmente o maior golpe contra o povo brasileiro que se tem notícia na história do judiciário.

Essa mesma grande mídia teve a completa falta de vergonha em quase nada falar dos milhões de brasileiros que foram às ruas contra o governo no dia 29 de maio deste ano, expondo-se ao risco da pandemia, alguns apanhando da polícia – outros ficando cegos com balas de borracha, em completa desproporção aos minguados que berram pelo fechamento do SFT sem nenhuma abordagem ou censura.

 Essa mesma grande mídia saltitante ao reproduzir verdades da CPI – que ela ocultou – nada menciona sobre as peripécias do ministro da economia – a “eminência parda” – e suas ligações sinistras com o banco BTG PACTUAL, nem fala das artimanhas do Congresso e sua operação “passa boiada”. E lá se foi o boi ELETROBRAS para as mãos do estrangeiro – claro que sem o conhecimento do povo brasileiro. 

Assim, já que a ELETROBRAS foi embora, continuaremos na caverna de Platão. No escuro, evidentemente.






Comentários
×