Voos noturnos estão suspensos no aeroporto de Divinópolis

 

Jorge Guimarães

Com a saída da Socicam da administração do Aeroporto Brigadeiro Cabral, quem assumiu o gerenciamento do local foi a Empresa Municipal de Obras Públicas e Serviços (Emop). A consequência, conforme a Prefeitura confirmou, o balizamento noturno do aeroporto foi desativado, pois a Emop vai trabalhar somente focada na conservação do patrimônio. Ou seja, os voos à noite estão suspensos.

A gerência de decolagens e pousos tem de ser feita por empresa especializada, o que não é o caso da Emop. Assim, a Prefeitura realizará procedimento licitatório para contratação de uma nova empresa.

– Esperamos que, em curtíssimo prazo, tenhamos uma boa novidade para Divinópolis e toda a região, tornando o Brigadeiro Cabral uma referência regional para o uso de empresários – avalia o procurador-geral do município Wendel Santos.

Normalidade 

A reportagem apurou que a Prefeitura já está em contato com empresas especializadas na gestão de terminais de passageiros rodoviários e urbanos. E o tempo é curto. Falta menos de dois meses para o início da Divinaexpo, festa que congestiona o aeroporto municipal, principalmente com a chegada e saída de artistas e empresários ligados ao mundo do rodeio.

Há ainda a questão dos transplantes. Em Minas, são 17 hospitais disponíveis, na capital e no interior, incluindo Divinópolis. Sem contar ainda os deslocamentos de pacientes em estado grave.

 

Comentários
×