VLI celebra 10 anos e Divinópolis é destaque

Oficina sediou quase 30 mil reparos em locomotivas e vagões no período

Da Redação 

A VLI, companhia de soluções logísticas que integra terminais, ferrovias e portos, alcança sua primeira década de atividades, nesta sexta-feira, 18, celebrando avanços e preparada para seguir participando ativamente da transformação da logística brasileira.

Responsável pela operação da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e pela maior oficina de manutenção de material rodante da América Latina, a empresa elevou a movimentação de cargas pelos trilhos da FCA em mais de 85% entre 2011 e 2019 – quase 300 milhões de toneladas no período. As frotas de vagões e locomotivas que circulam entre o Sudeste, o Centro-Oeste e a Bahia aumentaram em 60% e 40%, respectivamente. Hoje, são mais de 22 mil vagões e quase 750 locomotivas que carregam grãos, açúcar, fertilizantes, minério, produtos siderúrgicos, celulose entre outros.

Divinópolis

E se a frota cresceu, a oficina de Divinópolis tem um papel ainda mais relevante na evolução do negócio. São quase 700 profissionais atuando na unidade. Nesta trajetória, o local recebeu dezenas de milhares de ativos para reparos, garantindo a conservação desses bens e a segurança nas operações da companhia. Em 10 anos, o número de entradas de locomotivas supera 13 mil e para vagões foram quase 25 mil visitas de manutenção. A unidade de Divinópolis também funciona como um celeiro de formação de mão de obra, valorizando os programas de porta de entrada, como o Jovem Aprendiz e o estágio.

— Nossa proposta de gerar valor para os nossos clientes, a integração de modais, é um caminho essencial para o Brasil ganhar competitividade. A infraestrutura logística tornou-se um tema de interesse nacional e prevemos contribuir cada vez mais conectando produtos e mercados. Em dez anos, já transformamos a logística do Brasil e esperamos fazer mais nos próximos anos. Estamos empenhados em novas parcerias e em inovar para seguir aprimorando o setor e auxiliando a economia nacional — aponta Ernesto Pousada, presidente da VLI.

Comentários
×