Vivo

 

Muito bom o fato de a empresa Vivo estar fazendo investimentos para melhorar seus serviços de internet na cidade, mas eles devem ficar atentos porque os trabalhadores terceirizados que foram contratados estariam fazendo uma verdadeira lambança e atrapalhando as empresas concorrentes que também são importantes para Divinópolis. Empresários denunciam que os funcionários contratados pela Vivo, para fazer a instalação da fibra óptica, estão cortando os cabos das demais empresas e deixando as mesmas com o prejuízo.

Segundo eles, o prejuízo tem sido grande, pois os clientes ficam sem internet por um longo período e a empresa prejudicada tem que pagar pelo reparo ao cliente, que gira em torno de R$ 300 por cabo cortado. As denunciantes afirmam que o problema acontece diariamente em vários pontos da cidade.

A empresa KPL, que é a responsável pela manutenção da rede de iluminação pública, denunciou que a fiação das luminárias dos postes também estão sendo cortadas. Segundo o responsável pela empresa, isso acontece pelo fato dos funcionários da empresa Vivo não possuírem equipamentos apropriados, e para não tomarem choque eles cortam a fiação, deixando o local sem iluminação. Denunciou também que em alguns casos está havendo até o furto dos fios. O Ministério Público deverá ser acionado para intervir nos casos.

 Márcio Lacerda 

Às vésperas de início da Campanha Eleitoral, o cenário em Minas continua confuso no que diz respeito à candidatura de Márcio Lacerda pelo PSB, ao governo do Estado. Previsto para ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ontem, o processo foi retirado da pauta do dia a pedido do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, que ainda está analisando os documentos. Novo julgamento pode ocorrer hoje. Eles deverão decidir se vale ou não a convenção que homologou Lacerda como candidato. É válido ressaltar que a decisão do TSE não interfere na candidatura do deputado Jaime Martins ao Senado, já que o mesmo é filiado ao Pros e seu nome continuaria validado.

 Difícil 

Populares estão reclamando da poeira provocada pelas obras no bairro Jardim Primavera, em Ermida, onde as linhas de ônibus receberão pavimentação e drenagem pluvial. A reclamação, porém não se justifica já que é sabido por todos que “não se faz uma omelete sem quebrar os ovos”. Quem já mexeu até com reformas simples em casa sabe que este tipo de transtorno é comum. Moradores têm que ter um pouco de paciência, afinal as obras levarão melhorias que entre outros benefícios, valorizarão e muito os imóveis daquela região.

 CBH-Pará 

Depois de duas décadas frente à entidade, Regina Greco não será mais a presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio Pará, a ambientalista não conseguiu se reeleger, perdendo para José Hermano Franco, de Pará de Minas. Ele é responsável pela ONG AMA Pangea e representa a sociedade civil na nova chapa. Além dele, compõem agora a diretoria, o vice-presidente José Jorge Pereira, que representa o Poder Público Estadual, sendo membro do Igam, Urga E a ASFA, o primeiro secretário Túlio Pereira de Sá, que representa os usuários de recursos hídricos e ‘membro da Fiemg e, como segundo secretário, o prefeito de Carmo do Cajuru, Edson Vilela, representando o Poder Público Municipal.

Comentários
×