Virada de ano

Wagner Penna 

O ano termina com um balanço fashion pequeno em termos de faturamento nas pequenas empresas, algum crescimento em marcas que melhor trabalharam com o e-commerce (incluindo fusões e compras surpreendentes de marcas) – e com uma força criativa incrível.

  Em todos os eventos da temporada, sejam eles dedicados à moda habitual ou aqueles que propõem algo diferenciado (como uma pegada sustentável mais forte), a novidade maior ficou por conta do formato de apresentação das coleções, por meio de vídeos, filmes e afins. O presencial praticamente foi extinto por causa da pandemia.

   Nesse quadro, há de se destacar o esforço da São Paulo Fashion Week (principal evento de moda do país), que driblou esses tempos de dificuldades mostrando coleções criativas. Com um line-up renovado,  o evento chegou aos seus 25 anos mostrando que tem vigor para prosseguir firme em sua carreira de plataforma multiplicadora da moda brasileira.

 Dito isso, vamos torcer para que em 2021 tudo retorne, gradativamente, ao seu ritmo natural. Amém!

Coment√°rios
×