Vinte

Marco  Aurélio Braga 

Há 20 anos Adelson Freire e Najla Rachid oficializaram a união, coroada pelo nascimento das filhas, Mila e Livia. Juntos escrevem uma história que não conhece o que é tempo e que possui a essência do feliz hoje, para sempre! A bonita data foi sonhada em ser marcada com uma viagem familiar, com roteiro previamente definido e agendado, tudo modificado com as mudanças ocasionadas pelo momento que o mundo atravessa. Mas, unidos como são, resolveram reunir familiares próximos para um jantar ontem. Depois eu conto!

Comunicação

Muitos perguntam sobre Jotha Lee, que trabalhou anos na redação do Jornal Agora, vários deles como editor do diário. Atualmente, o jornalista cuida do setor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram).

Livro

O campus Divinópolis do Cefet-MG foi destaque no e-book “Federal Network of Vocational, scientific and technological education against covid-19”, livro eletrônico produzido em inglês que apresenta algumas das atividades desenvolvidas pelos 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, dois Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) e o Colégio Pedro II. As ações da instituição educacional são divulgadas nesta publicação. O material traz o detalhamento de iniciativas como a produção de álcool 70%, confecção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), bem como o conserto de respiradores e criação de aplicativos para monitorar o avanço/recuo da pandemia.

PM

A passagem de comando conjunta do 23º Batalhão e da 7ª Companhia Independente de Policiamento Especializado, ocorreu na última sexta-feira, 2, no auditório da Acid, no Distrito Industrial. O comandante da 7ª RPM, coronel Wemerson Lino Pimenta, presidiu a solenidade de transmissão e assunção conjunta do 23º e da 7ª Cia. Com a promoção, o coronel Rodrigo Teixeira Coimbra deixou o comando do 23º BPM para assumir o da 19ª Região, em Sete Lagoas. Quem assumiu a unidade foi o major Erlando Ferreira da Silva, ex-comandante da 7ª Companhia, que agora passa a ser comandada pelo capitão Hélcio Tavares Rezende.

Testes

O professor Alexsandro Galdino, do curso de bioquímica da UFSJ, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO), comemorou a notícia divulgada de que a pesquisa conjunta entre UFMG, UFSJ, Ufla, Unifenas e Unila gerou depósito de patentes no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (Inpi) que vai viabilizar a produção de testes que identificam o contato com o novo coronavírus, por meio da detecção de anticorpos, a um custo 98% menor. Com isso, já existem empresas de biotecnologia interessadas em produzir os testes, que têm custo de R$ 5 por paciente. A expectativa, segundo o professor Rodolfo Giunchetti, que está à frente do projeto, é que os kits diagnósticos entrem brevemente em produção e cheguem ao poder público. Uma das aplicações práticas imediatas dessa tecnologia é o monitoramento da circulação do vírus em escolas. 

Estratégias 

O alto custo dos insumos para a produção de testes diagnósticos para covid-19 é um dos gargalos para o controle da pandemia no país, com impacto negativo, por exemplo, na notificação dos casos, o que influi no planejamento de estratégias mais efetivas para o combate à doença. Parte das moléculas com potencial para o diagnóstico imunológico do novo coronavírus foram originadas no Laboratório de Biotecnologia de Microorganismos (Labiom/CCO).

Comentários
×