Villa Nova pode ser punido e levar Guarani de volta à elite

 

José Carlos de Oliveira

As redes sociais sacudiram os bastidores do futebol mineiro nas últimas horas, com a possível punição do Villa Nova, por escalação de jogador irregular em partida do Módulo I do Campeonato Mineiro 2019.

A notícia, que foi lançada nas redes sociais na tarde de terça-feira, davam conta de que o atleta Pinguim, do Leão do Bonfim, havia sido escalado de forma irregular pelo time de Nova Lima.

A denúncia já chegou ao Tribunal de Justiça Esportiva (TJD), da Federação Mineira de Futebol (FMF), e se for comprovado o fato, o Villa Nova pode ser punido com a perda de pontos, o que levaria o Leão para o Módulo II e salvaria o Guarani.

A expulsão

Na rodada de número dez da primeira fase do Campeonato Mineiro Sub-20, no jogo entre América de Teófilo Otoni e Villa Nova, que foi disputado no dia 25 de julho, no estádio municipal de Ibirité, a juíza da partida, Josiene Dinelle pereira, expulsou de campo o jogador Vitor Hugo Do Espirito Santo Costa (Pinguim), por ofensas à arbitragem.

“Expulsei, após ser informada pelo assistente de nº 1 - Sr. Ricardo Vieira Rodrigues, que o atleta manifestou de forma acintosa as marcações da arbitragem. O atleta proferiu os seguintes dizeres: “Essa moça é muito ruim! Tem que apitar na favela, porque aqui não dá nada pra ela. Passou a mão sem dó. Se quiser pode me expulsar. O campeonato já acabou mesmo! E ano que vem estou no profissional do Villa Nova no Mineiro. Um joguinho só de punição, não dá nada para nós!”Cumpro informar que não foi possível apresentar o cartão, pois o atleta já tinha se dirigido ao vestiário, mas comuniquei o fato a um integrante da comissão técnica, Sr. Alan France Leoncio, preparador de goleiros”, relatou a árbitra na súmula.

Suspensão de 4 jogos

O caso foi julgado pela Quarta Comissão Disciplinar do TJD, com o jogador do Villa Nova (Pinguim) sendo condenado a cumprir quatro jogos de suspensão, de acordo com o artigo 258.

O atacante cumpriu duas partidas da condenação: na derrota do Villa Nova por 3 a 0 para o América, pela 11ª rodada da primeira fase do Mineiro Sub-20, no Alçapão do Bonfim, e na derrota por 5 a 1 para o Tupynambás, já pela primeira rodada do Campeonato Mineiro Módulo I deste ano.

Já na partida contra o América, derrota do clube novalimense por 3 a 0, pela segunda rodada do Módulo I, Pinguim entrou no lugar do volante Eurico, aos 12 minutos do segundo tempo, e descumpriu a ordem de suspensão determinada pelo TJD.

Os fatos

De acordo com a Federação Mineira de Futebol (FMF), a denúncia está com a Procuradoria. Há a possibilidade, caso o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) acolha a acusação, de o Villa Nova ser enquadrado no Código 214, que prevê a perda dos pontos conquistados nas partidas que o jogador participou, pontos relativos à vitória (três) e multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

O Villa Nova terminou o Campeonato Mineiro na nona posição, com 11 pontos. De acordo com o regulamento da FMF, o clube pode perder até quatro pontos: um, conquistado no empate no empate por 0 a 0 com o Guarani, pela terceira rodada, e outros três pontos fixos. Com isso, a agremiação novalimense cairia para a 11ª posição, com sete pontos. Assim, o Guarani ocuparia a 10ª posição e o URT a 9ª, rebaixando o Leão do Bonfim ao Módulo II do Mineiro. 

Guarani espera decisão do TJD

Contatado pelo Agora, o Guarani, na pessoa de sua assessora de comunicação Natália Santos, esclareceu que o Bugre já tomou conhecimento dos fatos, mas que a diretoria só se pronunciará depois de receber um comunicado oficial por parte da Federação Mineira de Futebol (FMF) e do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) mineiro.

 

 

Comentários
×