Villa Nova é punido e Guarani permanece na elite do futebol mineiro

José Carlos de Oliveira

O Guarani disputará o Módulo I do Campeonato Mineiro em 2020. No estadual deste ano, o alvirrubro terminou na penúltima colocação na primeira fase, com 10 pontos ganhos, e por isto mesmo acabou rebaixado, juntamente com o lanterna Tupi de Juiz de Fora, para o Módulo II na próxima temporada. Mas na noite desta terça-feira o Bugre acabou beneficiado pela punição do Villa Nova, de Nova Lima, que foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), da Federação Mineira de Futebol (FMF), pela escalação do jogador Pinguim, de forma irregular, e punido com a perda de pontos, além de ser multado.

O caso

O time de Nova Lima foi denunciado pela escalação do atacante Pinguim de forma irregular em jogos do Campeonato Mineiro em seu Módulo I. O jogador foi expulso num jogo do Campeonato Mineiro Sub-20 em 2018, entre Villa Nova e América de Teófilo Otoni e, posteriormente, julgado pelo TJD foi punido com uma suspensão de quatro partidas.

Sem cumprir toda a pena, o atleta foi escalado pelo Villa Nova em jogos do Módulo I, o que levou o tribunal de justiça desportiva a acatar denúncia contra o Leão.

Julgamento

Na noite desta terça-feira, o Villa Nova foi finalmente julgado e acabou punido com a perda de 16 pontos, mais uma multa de R$ 8 mil. O Leão do Bonfim foi denunciado com base no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais)."

O julgamento desta terça-feira, em Primeira Instância, foi realizado na Quarta Comissão Disciplinar, e o Villa Nova ainda pode recorrer ao Pleno do TJD para tentar inverter a decisão desfavorável. Por quatro votos a um, os auditores da sessão do TJD decidiram pela punição ao clube de Nova Lima, que terminou o Mineiro com 5 pontos negativos, na lanterna, deixando o Tupi, também rebaixado, em penúltimo, com quatro pontos. O Guarani, autor da denúncia à Procuradoria do TJD, se salvou da queda, com dez pontos.

O voto contrário à punição ao Villa Nova foi do presidente da Quarta Comissão, Otávio de Abreu Portes Júnior. Já o vice-presidente Tiago Lenoir Moreira e os auditores Cláudio Cardoso da Silva Lemos, Leonardo César Oliveira Palhares e Nathália Alvares Campos Fontão votaram pela perda dos 16 pontos.

De acordo com o que ficou determinado no julgamento desta terça-feira, o Villa perdeu 12 pontos por causa dos quatro jogos em que Pinguim atuou pelo time de forma considerada irregular. Os duelos foram contra América, Guarani, Cruzeiro e Patrocinense. O Leão do Bonfim ainda perdeu quatro pontos conquistados em campo (um empate com o Guarani e uma vitória sobre o Patrocinense).

Comentários
×