Vigilância vai limpar lotes e aplicar fumacê em bairro de escritora morta por dengue

Conselho de Sáude recomenda que vizinhos e colegas de escola da adolescente fiquem atentos a sintomas

Ricardo Welbert

Após a morte da escritora Bárbara Dias por suspeita de dengue hemorrágica, o Conselho de Saúde de Divinópolis pediu à Vigilância Sanitária municipal que faça uma varredura na região Sion, onde a adolescente de 17 anos morava.

Em resposta ao pedido, o órgão informou ao conselho que o trabalho sera feito nesta sexta-feira, 29, com aplicação de fumacê e limpeza de lotes.

O Conselho de Saúde recomenda que qualquer pessoa que viva na região ou mesmo que participe das atividades da Escola Estadual Joaquim Nabuco, onde Bárbara estudava, sentir febre relativa ou algum outro sintoma parecido com o da dengue, que procure imediatamente um médico.

A família de Bárbara pediu a autópsia do corpo. O serviço foi feito em Divinópolis, por um médico legista.

Comentários
×