Victor salva o Atlético na disputa de pênaltis, e Galo vence por 4 a 2

José Carlos de Oliveira

A noite desta quarta-feira foi de São Victor na Arena Independência, em Belo Horizonte. O Atlético se valeu do novo regulamento da Copa do Brasil, que não leva em conta os gols em dobro como visitante, para seguir na luta pelo bicampeonato da competição.

Depois de vencer em Santa Catarina, no duelo de ida no estádio Orlando Scarpelli, por 1 a 0, com gol de Otero, a equipe alvinegra mineira foi derrotada nesta quarta-feira pelo Figueirense por 2 a 1, e só passou para a quarta fase graças ao seu goleiro, que defendeu duas cobranças na disputa de pênaltis.

No tempo normal, os visitantes fizeram 2 a 1 com gols de Zé Antônio e Jorge Henrique. Ricardo Oliveira marcou o gol do Galo. O resultado levou a decisão para a disputa de penalidades máximas, com Victor defendendo as cobranças de Jorge Henrique e Diego Renan, e dando a vitória ao Atlético por 4 a 2. Fábio Santos, Ricardo Oliveira, Tomáz Andrade e Luan converteram as cobranças que deram a vitória aos mineiros.

Agora, o Atlético espera o sorteio que será realizado na próxima segunda-feira, às 11h, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro, para saber qual será seu próximo adversário na Copa do Brasil.

No domingo, na Arena Independência, o Atlético decide vaga para as semifinais do Campeonato Mineiro, contra a União Recreativa dos Trabalhadores (URT), às 16h, no jogo único das quartas de final do estadual.

Detalhes da Partida 

Jogo: Atlético 1 x 2 Figueirense (nos pênaltis, Atlético 4 a 2)

Motivo: Copa do Brasil (3ª fase / Volta)

Data: 14/03/2018

Hora: 21h45

Estádio: Arena Independência

Cidade: Belo Horizonte (MG)

Gols: Zé Antônio (20’ – 1ºT), Ricardo Oliveira (25’ – 1ºT), Jorge Henrique (25’- 2ºT)

Pênaltis: Fábio Santos, Ricardo Oliveira, Tomáz Andrade, Luan (Atlético); André Luis, Cedrón (Figueirense)

Público: 15.169

Renda: R$ 199.445,00

Árbitro: Dyorgines Padovani de Andrade (CBF/ES)

Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (CBF/ES) e Vanderson Antônio Zanotti (CBF/ES).

4º Árbitro: Ronei Cândido Alves (CBF/MG)

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Ricardo Oliveira (Atlético); Gustavo Ferrareis, Jorge Henrique (Figueirense)

Atlético - Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel (Maidana) e Fábio Santos; Adilson, Arouca, Cazares e Otero (Tomás Andrade); Róger Guedes (Luan) e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Figueirense – Denis; Diego Renan, Nogueira, Cleberson (Eduardo Bauermann) e Guilherme Lazaroni; Zé Antônio, Betinho (Pereira), Gustavo Ferrareis e Jorge Henrique; Maikon Leite (Cedrón) e André Luis. Técnico: Milton Cruz.

Comentários
×