Vereadores debatem doação de terreno para o Grupo ABC

Da Redação

Vereadores receberam na tarde desta segunda-feira, 4, no Plenarinho da Câmara Municipal de Divinópolis, o empresário e presidente do Grupo ABC, Valdemar Martins do Amaral, para discutir a Lei Municipal 8.648/2019, que dispõe sobre a doação de um terreno de 42,7 mil m², no bairro Icaraí, para o Grupo ABC.

Aprovada por unanimidade na Câmara e sancionado pelo prefeito Galileu Machado (MDB), a matéria gerou dúvidas e especulações sobre seu real teor, especialmente em debates nas redes sociais.  Uma denúncia também foi protocolada na Ministério Público (MP), com a alegação de que a área prevista na Lei não poderia ser doada, pois seria um importante espaço verde, de vegetação significativa e função de horto florestal. Com o objetivo de esclarecer esse cenário, a reunião com os parlamentares foi convocada.

De acordo com Valdemar Amaral, do total de 42,7 mil m², cerca de 15 mil m² serão utilizados para a construção do centro de distribuição e logística e pátio de manobra. Ele também informou que uma área de preservação ambiental de 11 mil m², prevista em lei, será demarcada e preservada pelo Grupo ABC.

— Infelizmente, saíram muitas informações distorcidas sobre esse empreendimento que queremos realizar em Divinópolis, mas é nosso papel esclarecer aos vereadores e população nosso objetivo. É do nosso interesse gerar emprego, renda e valorizar nossa cidade. Por isso, queremos realizar as obras aqui na cidade. Inclusive, observamos outros modelos de Centro de Distribuição, como o de Ituiutaba, para ver o melhor formato e implantá-lo aqui. Ao todo, nossa expectativa é gerar cerca de 400 empregos diretos, fora os indiretos Além disso, sendo uma doação onerosa, como contrapartida, iremos assumir os encargos previstos em lei, como projetos de infraestrutura, drenagem, esgoto sanitário, abastecimento de água, iluminação pública e de rede de transmissão elétrica, dentro do Centro Industrial de Divinópolis, visando o Complexo da Ferradura. Também iremos realizar o Relatório de Impacto de Circulação, visando à mobilidade de toda a região que será impactada. Em resumo, é importante esclarecer esse pontos, justamente porque queremos que a nossa cidade cresça e nós vimos, nesse caso, o empenho de todos em nosso projeto — declarou Valdemar.

Parabenizou

Falando em nome dos vereadores, o presidente da Comissão de Administração e relator do  Projeto de Lei Ordinária do Executivo Municipal 61 de 2019, Eduardo Print Jr (SD) agradeceu a visita de Valdemar, sua equipe e parabenizou o empresário pela iniciativa dos investimentos em Divinópolis. Ele também lamentou as notícias falsas e distorcidas que foram veiculadas sobre o projeto aprovado.

— Esse projeto foi analisado minuciosamente, com detalhes e até por isso atrasou sua votação. Mas nós temos a consciência do quanto esse investimento é importante para nossa cidade. Trata-se de uma empresa sólida, idônea, de trajetória conhecida e reconhecida, que sempre trouxe dividendos para Divinópolis. Infelizmente, de forma superficial e distorcida, saíram inúmeras noticias e boatos sobre esse projeto, inclusive, com questionamentos morais sobre a conduta dos vereadores. E hoje, mais uma vez, com as explicações do Sr. Valdemar e equipe, nós vemos que tomamos e votamos corretamente, pois o interesse da nossa cidade é que esta sendo atendido — afirmou Eduardo.

Impacto

A vereadora Janete Aparecida (PSD), que representa o Poder Legislativo no Fórum de Meio Ambiente de Divinópolis, também comentou as repercussões da aprovação da lei e o impacto futuro que o empreendimento trará para a cidade.

— Hoje nos ouvimos aqui dados de que 17% dos funcionários do ABC são pessoas em seu primeiro emprego. Dados também que 17% são de pessoas que estavam há pelo menos dois anos desempregadas, 5% são menores aprendizes e 5% de pessoas com deficiência, sendo uma das empresas reconhecidas pelo Ministério Público pelo cumprimento da legislação e oportunidade de trabalho a quem mais precisa. Eu fico satisfeita de ver, também, que de um total de 6.200 funcionários, cerca de 1/3 estão aqui em Divinópolis. Diante dessas informações, nós temos certeza de que tomamos a atitude correta de aprovar o projeto, especialmente, ao ver também, sendo esse um dos pontos de discussão, que a área de preservação, será feita por um grupo privado, que irá cuidar e manter esse espaço verde — afirmou Janete.

O vereador Matheus Costa (CDN) afirmou que realizar investimentos e empreender em Divinópolis é uma tarefa árdua.

— Eu posso dizer que esse foi um dos projetos mais importantes que eu votei aqui nessa casa, justamente porque ele promove crescimento, emprego, renda. Nós sabemos da história do Grupo ABC. Nos somos de Divinópolis. Mas sempre aparece gente para criticar, problemas para realizar o desenvolvimento na cidade. Eu gostaria de parabenizar o Grupo ABC, o Valdemar pela insistência e ousadia, pois só assim é possível hoje empreender em nossa cidade. Nossa esperança é que isso possa melhorar, pois nossa cidade e população merece.

Para o vereador Ademir Silva (PSD), é importante que o Grupo ABC continue prestando contas para a população divinopolitana e não desista de realizar os investimentos previstos.

— Infelizmente, existem dificuldades, entraves, mas eu gostaria que Valdemar e equipe enfrentassem essas adversidades e continuassem o projeto do centro do distribuição. Por isso, é importante fazer essas reuniões, essas ações de transparência, especialmente, para mostrar para a população as contrapartidas e os retornos que teremos. A Câmara estará sempre aberta ao bom debate em prol de Divinópolis — solicitou.

Reunião

Em nome do Poder Legislativo, participaram da reunião o presidente da Câmara, Rodrigo Kaboja (PSD), e os vereadores Matheus Costa, Raimundo Nonato (PDT), Ademir Silva (PSD), Josafa Anderson (CDN), Janete Aparecida, César Tarzan (PP), Eduardo Print Jr, Sargento Elton (Patriota), Zé Luiz da Farmácia (PMN). Os parlamentares Renato Ferreira (PSDB) e Dr. Delano Santiago (MDB) foram representados por assessores. Em nome do Grupo ABC, estiveram presentes o presidente, Valdemar Martins do Amaral, a gerente de pessoas, Soraya Daher, e o engenheiro e gerente de projetos, Mário Luiz.

Comentários
×