Vereadora propõe CPI da UPA de Divinópolis

Ricardo Welbert

A vereadora Janete Aparecida (PSD) protocolou ontem um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de irregularidades no contrato firmado entre a Prefeitura de Divinópolis e a Santa Casa de Formiga para a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto.

Segundo ela, “as coisas se tornaram mais sérias” após a denúncia feita ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pelo superintendente da UPA, José Orlando Fernandes Reis, de que o hospital formiguense não aplicou devidamente recursos enviados pelo governo divinopolitano. O Agora informou o caso com exclusividade.

Até ontem, 11 vereadores já haviam assinado a proposta de CPI e outros dois demonstraram interesse por fazê-lo ainda nesta semana. Dentre eles está Renato Ferreira (PSDB), que se recupera em casa após uma recente internação hospitalar na qual foi submetido a um cateterismo cardíaco.  Janete pretende colher o restante das assinaturas até amanhã. O próximo passo será aguardar pelo parecer da Procuradoria do Legislativo.

— Todos nós sabemos bem da crise pela qual passa a UPA, mas as coisas se tornam mais sérias após a denúncia feita pelo José Orlando — diz a vereadora.

Posição

Apesar de ter citado a CPI em seu pronunciamento de ontem, Janete ainda não recebeu nenhum posicionamento do presidente da Casa, Adair Otaviano (PMDB), sobre o pedido. Os vereadores aguardam o parecer técnico da Procuradoria do Legislativo.

— O Jurídico da Câmara tem que analisar pra ver se o meu pedido tem fundamento. Não creio que haverá restrições, uma vez que as denúncias são sérias e estão no MPMG. Mas a Santa Casa joga a culpa na Prefeitura, que diz que é do Estado, que atrasa repasses. A Casa Legislativa precisa apurar essa história mais a fundo e descobrir a verdade — acrescenta.

A CPI permitiria o aprofundamento citado por Janete, porque autorizaria a Câmara a convocar e o convidar e representantes de entidades públicas e privadas para depoimentos e também a reunião de provas e outros elementos que comporiam o relatório final da investigação.

Comentários
×