Vereador suspeito de matar sobrinho é preso em Divinópolis

 

Da Redação

A Polícia Militar (PM) prendeu, na sexta-feira, 5, o vereador Antônio Marcos da Silva (PT), conhecido como “Tonho Marco”, no Complexo de Saúde São João de Deus, em Divinópolis. O edil de Pedra do Indaiá recebia atendimentos por causa de ferimentos que sofreu durante a briga com seu sobrinho. Ele foi escoltado por policiais após ser acusado pelo assassinato de seu sobrinho, de 21 anos, na fazenda da família, em Pedra do Indaiá.

O vereador tinha se apresentado para a Polícia Civil (PC) na segunda-feira, 1º, alegando que sua intenção era de apenas intimidar o sobrinho, porém acabou disparando acidentalmente. O pai da vítima, no entanto, afirma que os tiros foram intencionais.

O suspeito, Antônio Marcos, foi ouvido e liberado, uma vez que não havia mandado de prisão expedido e já tinha passado o período de flagrante.

Prisão

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela Justiça na sexta-feira, 5. Com a ajuda da PC de Divinópolis, o vereador foi encontrado no hospital, onde estava internado por causa de ferimentos que sofreu durante a briga.

De acordo com as autoridades, não houve resistência à prisão.

Atualmente, Antônio Marcos da Silva está preso na Floramar, em Divinópolis.

Caso

No sábado, 29, a Polícia Civil de Pedra do Indaiá registrou o caso de um jovem assassinado pelo seu tio, em uma fazenda no povoado Mata dos Lemos. Segundo a polícia, a briga começou por causa da invasão de porcos na propriedade do acusado.

De acordo com testemunhas, o vereador saiu alterado da fazenda e voltou horas depois com um revólver e disparou contra o sobrinho. No meio da confusão, o pai do acusado se machucou com um tiro de raspão no braço após tentar impedir o filho. Antônio fugiu logo em seguida.

As vítimas receberam atendimento ainda na fazenda, porém o jovem não resistiu aos ferimentos. A perícia foi ao local e liberou o corpo da vítima após examinarem a propriedade.

 

Comentários
×