Vereador Renato Ferreira passa por exames nesta quarta, 22

Ricardo Welbert

O vereador Renato Ferreira (PSDB), de 43 anos, segue internado no Hospital São Judas Tadeu, em Divinópolis. Segundo a família, ele deixou a unidade hospitalar durante a tarde para fazer alguns exames específicos, que não são oferecidos dentro do hospital, mas deve retornar para mostrar os resultados desses exames aos médicos, que só então deverão decidir se manterão o paciente internado ou se ele será liberado para se recuperar em casa. O parlamentar passou mal no plenarinho da Câmara na tarde desta terça-feira, 21.

Por volta das 14h desta quarta-feira, a mulher de Renato, Nancy Barbosa, acompanhou o marido durante um exame de cintilografia, procedimento que permite assinalar num tecido ou órgão interno a presença de um radiofármaco e acompanhar seu percurso por meio de radiação. Ela informou ao Agora que ele segue em situação estável e passa por uma série de exames clínicos para confirmar ou descartar possibilidades de diagnósticos.

— Depois disso ele vai apresentar os resultados aos médicos para saber continuará internado ou não. Mas, no geral, ele está bem melhor. Vai ter de ficar afastado do trabalho por alguns dias, mas os médicos ainda vão definir por quanto tempo será — explicou. 

Mal-estar

Por volta das 16h15 desta terça-feira a reunião ordinária foi interrompida para que o vereador Dr. Delano (PMDB), que é médico, fosse chamado ao plenarinho para socorrer o colega, que havia desmaiado. Enquanto isso, a reunião seguiu com o pronunciamento de Cleitinho Azevedo (PPS). 

O médico chegou correndo ao plenarinho e aferiu a pressão de Renato Ferreira, que estava deitado em um sofá. Em seguida, o vereador se levantou com a ajuda de alguns colegas e deixou o local acompanhados por eles.

Instantes depois, Cézar Tarzan (PP) disse na tribuna que embora estivesse consciente, Renato foi levado a um hospital, para verificações de praxe. Cerca de meia hora após, Dr. Delano atualizou à reportagem do Agora informações sobre o quadro clínico do colega. 

— Ele teve dor precordial com taquicardia a esclarecer e hipertensão. Apresentou sudorese e também palidez. Necessitando de ecocardiograma. Feitos os primeiros-socorros comigo dentro da sala da presidência, o direcionei ao Hospital São Judas Tadeu. Aguardo resultado do exame — disse o médico.

Às 17h, ainda durante a reunião, Edson Sousa (PMDB) disse que Renato Ferreira estava na unidade de urgência, onde já havia sido medicado e já estava acompanhado pela mulher. Ainda segundo Edson, informações repassadas a ele por quem estava no hospital davam conta de que Renato deveria ficar internado por cinco horas, sob observação. 

Esta foi a segunda vez que Renato Ferreira sentiu esse tipo de indisposição neste ano. Na ocasião anterior, ele ficou afastado das funções legislativas por uma semana. 

Comentários
×