Vendas para o Dia dos Namorados ficam dentro das expectativas

Da Redação 

O comércio voltou a funcionar todos os dias, o que gerou otimismo no meio empresarial da cidade.  Mas não foi só isso. A outra novidade vivenciada pelos comerciantes foi abertura, pela primeira vez, durante o feriado de Corpus Christi, o que agradou em cheio à classe, que já pensa em outras ações para enquanto durar a pandemia da covid-19. 

Feriado

O que se viu nas ruas da cidade, principalmente nas centrais, depois da nova flexibilização, foi a população indo às compras.

— A maioria dos comerciantes teve uma queda de 25 a 75% em suas vendas, comparando com o mesmo período do ano passado. Na semana passada, as vendas tiveram uma melhora a partir da terça-feira, apesar de o horário não ser o ideal para o comerciante. Para se ter uma ideia, o normal de horas trabalhadas é de 56 por semana e, no momento, estamos trabalhando apenas com 30. Com a redução, estamos verificando aglomerações de consumidores em determinados  horários — avaliou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, Luiz Angelo Gonçalves.

Ação

Para o próximo mês, que não tem datas comemorativas, a CDL já está elaborando uma grande campanha para movimentar o comércio da  cidade.

— No cenário atual, temos que pensar em curto prazo, pois a realidade muda a cada dia. Assim, para o Dia dos Pais, ainda não idealizamos junto aos nossos associados. Mas, para o próximo mês, já estamos finalizando uma grande ação para movimentar todo o comércio — detalhou o presidente.

Ambulantes 

Outro problema que os comerciantes estão enfrentando são os ambulantes, que mais uma vez tomaram conta das ruas centrais da cidade, o que gera concorrência, conforme a CDL. Desta forma, a entidade encaminhou, no início do mês, ofício à secretária Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, Flávia D’Alessandro, solicitando adoção de medidas urgentes. 

Resposta 

A secretaria enviou ofício à CDL no último dia 10, informando que, por meio da Gerência de Alvarás e Fiscalização, vem desenvolvendo ações diárias de fiscalização do comércio irregular em vias públicas, mas que, devido às agressões e ameaças sofridas pelos fiscais, as ações dependem do apoio da Polícia Militar (PM), que, por sua vez, tem horários restritos.  

Comentários
×