Vendas da Black Friday atingem expectativas

Aumento chegou a 10%; comércio foca nas festas de fim de ano

Jorge Guimarães 

O fim de semana foi de Black Friday em todo o país ‒ muitos empresários prorrogaram suas liquidações até sábado e outras lojas ainda seguem em promoção. A data, que virou uma das principais do varejo em todos os setores, levou centenas de pessoas às ruas centrais da cidade, apesar da praticidade das compras pelo e-commerce. Assim, todos os segmentos ‒ da lanchonete, passando pela farmácia e supermercados ‒ tiveram um ótimo movimento nos últimos dias. 

 

Supermercados

As lojas de uma rede de supermercados tiveram uma movimentação acima do normal no fim de semana. A maioria delas entrou de vez no ritmo das promoções e, assim, atraiu muitos consumidores, que, com o dinheiro escasso, preferiram abastecer a despensa primeiro, para depois pensar em comprar algum outro item.

— Neste ano, aumentamos o mix de produtos com preços especiais ao longo de todo o fim de semana. Assim, nossos clientes tiveram uma maior opção quanto aos produtos para levar para casa. Com uma movimentação acima da média, os resultados foram de boas vendas, dentro de nossas expectativas. Agora é mirar as festas de fim de ano, que, com certeza, virão com ótimas novidades para nossos consumidores — avalia o gerente de loja de supermercados, Wallace Wagner.

Já a diarista Maria Aparecida de Oliveira aproveitou as promoções, principalmente dos alimentos de primeira necessidade.

— Dei prioridade para os alimentos, pois alguns itens, como o feijão e o arroz, estavam com promoções em algumas marcas. Quanto às outras promoções, vamos pesquisar os preços, pois nesta época aparecem muitas — disse.

 

Comércio

Movimento bom também teve tradicional loja de material esportivo na cidade, conforme relata o gerente, Junio César Naves. 

—  Começamos as promoções já durante a semana e confiamos que o maior movimento fosse na sexta, que até superou nossas projeções. Mas, no sábado, ele foi bem maior, concretizando nossas estimativas de vendas, que cresceram entre 5% e 10%, com destaque para as vendas da camisa oficial do Atlético, que, certamente, será bicampeão brasileiro. E vamos fazer mais uma promoção ainda nesta primeira quinzena de dezembro, para limpar o estoque e receber as novas coleções das maiores marcas do mundo esportivo — avaliou. 

 

Fim de ano

E já tem empresa pensando nas vendas de fim de ano. É o caso de uma filial de uma grande rede de eletrodomésticos. 

— As vendas da Black Friday foram dentro de nossas expectativas, com crescimento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Agora, nossa matriz vai passar como serão as diretrizes de como vamos trabalhar o fim de ano. Se formos seguir o habitual, os consumidores podem esperar muitas promoções até o Natal — disse o gerente, Thiago Freitas. 

 

Roupas

Em uma loja direcionada a roupas, no geral, as vendas ficaram dentro do esperado. A vendedora Elizabete Couto ressalta que o momento agora é de repor os produtos vendidos no fim de semana. 

— As vendas foram boas, principalmente nas peças que tinham desconto de 20%. Agora é renovar o estoque para o fim de ano com a  esperança que as vendas sejam iguais ou superiores às deste fim de semana — fala.

 

Comentários
×