Vans são para atendimentos em todo Estado, diz São João de Deus

Reportagem de rádio em Belo Horizonte denuncia abandono há pelo menos cinco meses; veículos já estão em Divinópolis

Da Redação

A Fundação Geraldo Corrêa/Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), esclarece em nota na tarde desta terça-feira, 17, que as vans localizadas em um pátio no bairro Eldorado em Contagem, foram adquiridas com recursos próprios e em parceria com a Associação dos Diabéticos de Contagem (ADIC). O objetivo é explicar denúncias feita em reportagem da 98 FM Live, de Belo Horizonte. O texto afirma que que os veículos (consultórios móveis) estão equipados e prontos para realizar atendimentos odontológicos e que dados do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), mostram que eles pertencem à Fundação Geraldo Corrêa. Além disso revela que eles estão no lote há pelo menos há cinco meses.

De acordo com as explicações do hospital, a vans são destinadas para a realização de atendimentos odontológicos sociais em todo o estado de Minas Gerais, devido ampliação de seus serviços, os quais irão capitar pacientes para a recuperação de deformidades crânio faciais, tornando o CSSJD referência estadual. Diz ainda que fica a cargo da associação todos os custos para a realização dos atendimentos, bem como o deslocamento e a manutenção dos veículos e despesas com os profissionais. A parceria, conforme o hospital, foi inclusive autorizada pelo Ministério Público das Curadorias da Comarca de Divinópolis.

Restrições a pandemia

O CSSJD esclarece também que os atendimentos odontológicos ainda não estão sendo realizados devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19, que proibiu desde seu início, a realização de procedimentos em regime de mutirão, uma vez também que estão suspensos os atendimentos eletivos e aglomerações.

Ainda por meio da nota, o hospital diz que, segundo a associação, os veículos estavam devidamente abrigados. Entretanto, devido às denúncias da reportagem, no último sábado, 14, as vans foram buscadas pelo CSSJD e transferidas para um outro pátio, desta vez em Divinópolis, no Distrito Industrial, onde seguem devidamente abrigadas em um estacionamento de ônibus, que foi locado pelo hospital.

Por fim a nota destaca que durante todo o tempo em que os veículos estiveram em Contagem, a responsabilidade pela guarda e manutenção dos veículos em perfeitas condições era da associação.

Comentários
×