Vale será responsável por concluir Hospital Regional

Da Redação

O Hospital Público Regional Divino Espírito Santo, em Divinópolis, deve ser concluído pela mineradora Vale. A informação, já divulgada inicialmente pelo vice-prefeito Rinaldo Valério (DC), foi reforçada ontem pelo deputado federal Domingos Sávio (PSDB). O parlamentar se encontrou na segunda-feira, 9, com o secretário de Estado de Saúde (SES-MG), Carlos Eduardo Amaral, para cobrar a entrega do hospital, cujas obras tiveram início em 2010 e foram paralisadas em 2016 por falta de recursos estaduais.

No encontro, o deputado disse que, diante da epidemia de coronavírus, com o Hospital Regional, Divinópolis e a região Centro-Oeste teriam melhores condições de enfrentar problemas similares. Ao cobrar agilidade para a retomada das obras, o secretário confirmou que o Estado negocia com a Vale a viabilização dos recursos necessário para a entrega da unidade e a compra de equipamentos. Além disso, a empresa seria responsável pela execução das obras.

De acordo com o gestor, a execução do acordo entre o Governo e a mineradora está sendo conduzida pela Secretária de Planejamento e Gestão (Seplag), e o acerto poderá ser anunciado nos próximos meses. Ainda segundo o secretário, os valores para a conclusão do Hospital Regional já estão garantidos pela Justiça.

— Eu saí da reunião com o secretário com muita esperança, porque ele confirmou o que já havíamos dito, que o Governo está pactuando com a Vale para que ela termine a obra. E eu pedi a ele que, nesse acordo, o Hospital Regional de Divinópolis seja prioridade imediata e que inclua também os equipamentos — declarou o deputado.

Ainda segundo o líder da Saúde no Estado, a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) é responsável pelo trâmite do acordo, que deve ser anunciado nos próximos meses. O secretário também afirmou ao deputado que os recursos necessários para a conclusão do hospital já estão garantidos judicialmente.

Domingos Sávio disse que, durante a gestão do ex-governador Fernando Pimentel (PT), não teve abertura para cobrar a retomada das obras e, com a entrada de Romeu Zema (Novo), busca mudar esse cenário.

— Vim cobrar algo que estou reivindicando permanentemente. Até 2014, enquanto nós tínhamos as portas abertas no Governo do Estado, as obras não pararam nenhum dia. Depois entrou o Governo do PT e abandonou o Hospital Regional. E infelizmente não conseguimos no Governo Zema que ele retomasse essa obra — defendeu.

Por fim, o deputado contou que busca recursos federais para ajudar no funcionamento do Hospital Regional.

— Nós já estamos tratando também com o ministro da Saúde os recursos para a União ajudar no custeio e na manutenção do Hospital Regional quando ele estiver funcionando — finalizou Domingos Sávio.

Comentários
×