Vacinas não chegam e Prefeitura interrompe 2ª dose

Quase 5 mil pessoas aguardam chegada de mais imunizantes da CoronaVac; vacinação deve ser retomada na próxima semana

Bruno Bueno

A vacinação contra o coronavírus em Divinópolis, que antes era motivo de reclamação, passou a ser elogiada pela maioria da população. Agilidade, bom atendimento e praticidade são um dos aspectos visualizados pelas mais de 40 mil pessoas que foram imunizadas na cidade.  

Contudo, quem tomou a primeira dose da vacina CoronaVac, produzida pelo Butantan, e estava ansioso pela segunda aplicação, terá que aumentar sua espera por mais algum tempo. Isso porque a Prefeitura de Divinópolis anunciou, em coletiva na manhã de ontem, a interrupção da aplicação da segunda dose do imunizante na cidade.

— Nós não gostaríamos de estar aqui para dar essa notícia, fizemos o possível para ampliar a vacinação o máximo que conseguimos. O que acontece é que até a 7ª remessa nós podíamos guardar doses para vacinar na segunda dose, porém, a partir da 8ª  essa prática não foi mais permitida pelo governo federal. Nós somos obrigados a seguir essa regra. Recebemos, na última remessa, somente 70 vacinas CoronaVac para aplicar a segunda dose — disse a vice-prefeita e secretária de governo, Janete Aparecida, que lamentou a notícia.

Janete também explicou que 4.554 pessoas estão aguardando para receber a segunda dose do imunizante e que, assim que a situação for normalizada, uma nova lista será divulgada no site da Prefeitura. A vice-prefeita ressaltou que as pessoas que se cadastraram para receber a segunda dose nesta semana não devem comparecer aos locais previstos no cadastro.

— Não temos vacina CoronaVac para aplicar no restante da semana. Se você estiver cadastrado neste período, não adianta se deslocar para o local que foi disponibilizado para sua imunização, infelizmente não temos doses para aplicar. Somente as pessoas de 60 e 61 anos receberão a primeira dose da vacina AstraZeneca. Ressalto que não é possível aplicar imunizantes de marcas diferentes — afirmou.

Além de Janete, participaram o prefeito, Gleidson Azevedo (PSC), o secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo, e a diretora da Vigilância Sanitária, Érika Camargo. 

Secretaria de Estado

O Agora questionou a Secretaria de Estado de Saúde (SES) sobre a falta do imunizante CoronaVac em Divinópolis. A reportagem recebeu a seguinte resposta:

— A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informa que teve conhecimento sobre os casos de municípios que apresentaram falta de vacinas da fabricante CoronaVac para aplicação da segunda dose nos grupos prioritários. Diante deste cenário, a SES enviou aos municípios o formulário para preenchimento referente ao quantitativo de doses necessárias para completar o esquema vacinal — afirmou.

A secretaria informou que Divinópolis preencheu este questionário solicitando as doses. Além disso, afirmou que vai enviar um ofício ao Ministério da Saúde (MS) pedindo mais doses. Por sua vez, a Prefeitura afirmou que em um dos formulários  pediu 4.500 doses, mas ao todo foram 20 mil, objetivando uma quantidade maior para acelerar a vacinação de outras faixas etárias. 

— Após levantamento dos dados, a Secretaria irá enviar um ofício ao Programa Nacional de Imunização (PNI), solicitando que o Ministério da Saúde recomponha os imunizantes relativos à segunda dose para os municípios afetados. A SES reforça que, a cada remessa de imunizantes, disponibiliza nota informativa para instruções sobre aplicação de doses, meta de vacinação, conservação da vacina, entre outras informações repassadas pelo Ministério da Saúde — explicou.

Novas doses

Para ampliar a vacinação, a Prefeitura de Divinópolis aguarda a chegada de novas doses ao município. O Agora procurou a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis (SRS), que confirmou o recebimento de mais 43.595 novas doses – 42.135 da AstraZeneca e 1.460 da CoronaVac – para a macrorregião Oeste.

A distribuição ocorrerá na manhã da próxima sexta-feira, a partir das 8h. Divinópolis, segundo dados da SES, receberá 7.030 doses da vacina AstraZeneca e 300 do imunizante CoronaVac. 

Ampliação do grupo

Com a chegada de mais doses, a SRS informou que o grupo de vacinação será ampliado, com a inclusão de gestantes e puérperas, pessoas com comorbidade, pessoas com deficiência e síndrome de Down. 

O imunizante da AstraZeneca será utilizado, nos 54 municípios da macrorregião Oeste, para a aplicação de primeira dose de 279  profissionais das forças de segurança e salvamento, 13.772 na população idosa de 60 a 64 anos, 2.450 gestantes e puérperas, 17.104 em pessoas com comorbidade e  8.424 pessoas com deficiência permanente ou severa.

Já a vacina CoronaVac será utilizada para completar o esquema vacinal da aplicação de segunda dose. Nos 54 municípios da macrorregião Oeste, a expectativa é que 211 profissionais das forças de segurança e salvamento e 1.019  de trabalhadores de saúde sejam vacinados com este imunizante. 

A Prefeitura ainda não informou sobre como distribuirá, entre os novos grupos de vacinação, as 7.330 doses que receberá da Superintendência.

Ordem de prioridade

O Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Imunização, divulgou a lista de prioridade dos novos grupos de vacinação, que serão imunizados, nesta ordem, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizado:

  1. pessoas com síndrome de Down, independentemente da idade;
  2. pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) independentemente da idade;
  3. gestantes e puérperas com comorbidades, independentemente da idade; 
  4. pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;
  5. pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

Primeira dose

Ainda segundo o Executivo, a imunização da primeira dose nesta semana não será prejudicada, visto que a última remessa entregue pelo governo do Estado disponibilizou 6.280 novos imunizantes da vacina AstraZeneca, produzida pela Oxford e desenvolvida pela Fiocruz.

Com a chegada de novas doses, a Prefeitura espera ampliar a vacinação dos idosos de 60 anos ou mais na cidade. O cadastramento para a imunização dessa faixa etária foi aberto ontem à tarde e esgotado em poucas horas. 800 doses serão aplicadas por meio do sistema drive-thru, no Centro Administrativo e na sede do Divinópolis Clube, durante hoje e amanhã.

 

Comentários
×