Vacinas Covaxin e Sputnik podem chegar a Divinópolis

Interesse de compra foi assinado; imunização em idosos continua lenta

Bruno Bueno

Mais vacinas podem chegar a Divinópolis. Ao menos é o que indica o prefeito Gleidson Azevedo (PSC), que assinou, nesta semana, três manifestações de interesse para a aquisição de imunizantes para o Município.

O chefe do Executivo aderiu ao consórcio público para a aquisição de vacinas contra a covid-19 realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A intenção poderá ser convertida em contrato de consórcio público, após aprovação do projeto na Câmara.

Sputnik e Covaxin

A Prefeitura também demonstrou interesse em adquirir 70 mil doses da vacina Covaxin, imunizante do laboratório indiano Bharat Biotech, que apresentou, em resultado preliminar, 81% de eficácia contra a covid-19. Cada dose custará U$ 15 dólares cada, aproximadamente R$ 84 na cotação atual.

O imunizante Sputnik, desenvolvido pelo instituto russo Gamaleya, também poderá ser adquirido. A vacina apresentou, em estudo feito pelo próprio laboratório, 91,6% de eficácia. Se aprovado, mais 70 mil doses serão compradas no valor de U$9,75 dólares cada, cerca de R$ 55 na cotação atual.

Desburocratização

A fim de desburocratizar a aquisição de vacinas no Município, foi aprovado, na tarde da última terça, 17, o Projeto de Lei CM 050/2021, de autoria do vereador Edsom Sousa (CDN), que autoriza Divinópolis a integrar o consórcio de municípios para a aquisição conjunta e distribuição de imunizantes contra o coronavírus

— O projeto visa agilizar e desburocratizar os procedimentos estipulados na Lei de Consórcios Públicos, para compra de vacinas, dada a urgência do atual momento em que vivemos, causada pela pandemia da covid-19 — explica o vereador.

O projeto foi aprovado por unanimidade na reunião, com 15 votos favoráveis. A intenção da compra de novas vacinas chega num momento em que a vacinação dos idosos no município continua lenta.

Agendamento

O agendamento da vacinação dos idosos de 78 até 84 anos já terminou.

Populares reclamam que o cadastramento tem apresentado problemas, dentre eles, a falta de previsibilidade da chegada de novas vagas.

— Não sabemos a hora que o cadastro vai abrir. Quando ele é finalmente liberado, as vagas para imunização acabam em minutos. Não consigo cadastrar minha mãe de 80 anos, eles tinham que fazer isso de forma mais organizada. Assim é muito devagar — comentou uma mulher nas redes sociais.

No site do agendamento, aparece a seguinte mensagem para quem não conseguiu se cadastrar: “Neste momento os números de agendamentos para a vacinação desse lote de vacinas se esgotaram. A qualquer momento novas doses serão disponibilizadas. Por favor, aguarde o novo chamado”, diz.

Próxima fase

Questionada sobre a próxima fase da imunização em Divinópolis, a Prefeitura, por meio de sua assessoria, disse que ainda não há informações sobre qual será o próximo grupo de vacinação e quando ele será contemplado.

 

 

Comentários
×