Vacinas contra a gripe não chegam e campanha é adiada

 

 

Gisele Souto

Minas Gerais foi atingida pela carência de vacinas importantes, uma delas é fundamental para esta época do ano: a que previne a gripe. O atraso afetará todos os municípios que recebem as doses da Secretaria de Estado de Saúde (SES), como Divinópolis. Os postos do município costumam começar a aplicar as doses da Campanha Nacional de Vacinação na segunda quinzena de abril. Porém, neste ano, ainda não se sabe se elas serão distribuídas até o fim do mês.

Um comunicado já foi repassado à Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) pela SES. A enfermeira da Central de Imunização, Raquel Assunção, revelou que a expectativa é de que a vacina chegue até o próximo dia 19, numa sexta-feira, para que comece a ser distribuída no dia 23, segunda-feira.

A estimativa é de que 52.887 pessoas sejam imunizadas na cidade.

Motivo

Por meio da Superintendência Regional de Saúde (SRS), o Estado informou que a campanha prevista para começar no dia 16 de abril foi prorrogada pelo Ministério da Saúde para se iniciar no dia 23 e que a campanha irá até 1º junho. Disse ainda que o Dia D está programado para 12 de maio.

A Superintendência Regional ressalta que houve, na última terça-feira, uma reunião para informar aos municípios sobre o atraso. Outro encontro nesse sentido ocorreu ontem. Na oportunidade, segundo a SRS, os 54 municípios foram informados do período da vacinação e que as doses começam a ser distribuídas pelo Ministério da Saúde na próxima semana. Em Minas Gerais, ainda de acordo com a superintendência, a previsão de chegada é dia 19 de abril e nas unidades da região Oeste; e em outros municípios do Estado, dia 23.

Segundo o Ministério da Saúde, o atraso nos repasses das vacinas se deu pela reforma de alguns laboratórios fabricantes e, em razão disso, o cronograma de distribuição das vacinas foi alterado.

Público

Desde o ano passado, os professores das redes pública e privada estão incluídos no grupo prioritário, que conta ainda com os trabalhadores da área de saúde, portadores de doenças crônicas, desde que apresentem a prescrição médica, idosos acima de 60 anos, gestantes, mulheres pós-parto até 45 dias, além de crianças de 6 meses a 5 anos.

 

Comentários
×