Vacina já

João Carlos Ramos

A revolta da vacina, ocorrida entre 10 e 16 de novembro de 1904, sob o governo de Rodrigues Alves, foi uma lição. Tal revolta consistia em um movimento antivaríola, promovida pelo povo, instigado por oposições de caráter político. O famoso cientista Osvaldo Cruz era um homem acima de seu tempo, pois, apesar do atraso científico da época, ousou dar um salto rumo ao restabelecimento da saúde, totalmente fragilizada e desesperançada. A história sempre nos ensina em meio a dor, pois ela se repete em ocasiões desesperadoras. Em pleno ano de 2021, quando a ciência demonstra um avanço extraordinário, principalmente na área da robótica e da tecnologia de ponta, há aqueles que ousam repetir cenas de atraso e selvageria. A pandemia da covid-19 é uma realidade, embora, alguns há que a ignorem, culpando a China, como se chineses fossem imortais e outros que tiram proveito com ganhos pessoais  e (ou) políticos. Elegemos um presidente que nivela com a normalidade a ceifa de 200 mil pessoas e se defende do clamor popular, alegando que oposições político-partidárias querem a todo custo sua saída do poder. Por outro lado, surgem defensores do caos antivacina. Inventam e aumentam dados, criando e explorando numerosos fake news, com intenções puramente secundárias. Também surgem nesse cenário fanáticos religiosos de plantão  que apregoam o fim do mundo, antes do princípio das dores apocalípticas. Interpretam as cenas das tragédias do referido livro antecipando-as e colocando o carro na frente dos bois. As duas marcas da besta são uma na testa e outra na mão direita. A exata interpretação de Apocalipse cap. 11 é: A marca na testa significa doutrina universal na mente, e na mão direita, companheirismo, para a adoração da imagem que é o ECUMENISMO. Haverá a pena capital para aqueles que desobedecerem a lei imposta naquele tempo. O número da besta, 666, é a soma em algarismos romanos do título na Tiara Papal, VICARIUS FILLII DEI (Em lugar do filho de Deus). Esses acontecimentos estão no futuro, pois sucedem na metade da última das 70 semanas de Daniel 9:24, após o arrebatamento da igreja eleita.

Alguns querem adiantar as profecias, colocando-as em cumprimento no ano de 2021. Voltando ao assunto da VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS, é urgente e destemidamente mister que ela ocorra.

A meu ver, não devemos entrar no canil Bolsonaro/Doria, pois o povo está desesperado e a economia aos frangalhos. VACINA JÁ! Vacina já, pois heróis  sem medalha estão tombando  no silêncio dos hospitais.

Pobres e ricos não possuem tempo para dizer adeus. Poderosos agora são os que sobrevivem após o ataque do inimigo que ninguém vê. Ninguém pode consolar, pois carecem de consolo, enquanto o sol se põe antes da tarde. Médicos e pacientes se unem para a morte a qualquer hora. A guerra sem explosões explode lá dentro, sem velório ou adeus final. O dia é triste e cheio de facas!

VACINA JÁ! Amanhã pode ser mais triste e muito tarde... Os abutres não podem baixar em meu texto. Esqueçam os navios que afundaram e olhem: avistamos o porto,chamado de  vacina.

Que Deus nos ilumine!

jocarramos@gmail.com

Comentários
×