Usuários de drogas na Praça do Santuário e bailes funk são temas de reunião da Acasp

Contando com a presença de moradores e órgãos de segurança pública, foram propostos soluções para os problemas

Bruno Davi Bueno

A Associação Comunitária Para Assuntos de Segurança Pública (Acasp) realizou nesta quarta-feira, 18, na sede da Acid, reunião para debater assuntos de segurança pública. O encontro, realizado no início da manhã, teve como destaque duas reclamações levadas pela comunidade: os usuários de drogas na Praça do Santuário e os bailes funks que estão acontecendo pelo município.

Bailes funk

Um dos participantes relatou o incômodo que os bailes funk, realizados tanto na área urbana e rural, têm causado aos moradores. O cidadão reclamou do volume das músicas, e principalmente, do número de pessoas que estão concentrando, por meio destas festas, no período de pandemia.

O comandante da 139ª Companhia da Polícia Militar, Capitão Robson, afirmou que os bailes funk são um problema antigo na cidade.

— A Polícia Militar tem muitas reclamações deste tipo de festas, é um problema recorrente. Agora com a pandemia piorou a situação, porque como as festas maiores que eram promovidas por empresas não estão permitidas, os jovens estão se reunindo, alugando algum espaço para se aglomeraram — comentou.

Zona Rural

O capitão ressaltou ainda que a PM está com muitas reclamações de bailes funk na zona rural.

— Infelizmente este é um problema que não é de fácil solução pela PM, porque normalmente quando é encontrado drogas ou arma no local nós efetuamos a prisão, mas muitas das vezes o dono do sítio não está no local, então ele continua alugando o espaço para outras pessoas. Desta forma, para solucionar este tipo de problema, nós precisamos realizar uma grande operação que envolve outros órgãos de segurança — afirmou.

Usuários de drogas na Praça do Santuário

Durante a reunião uma participante também citou o número de usuários de drogas concentrados na Praça do Santuário. Ela informou que a cada dia que passa mais pessoas estão se reunindo no local, e solicitou ao representante da PM uma possível solução.

De acordo com capitão Robson, a polícia realiza batidas policiais cotidianamente.

— A Praça do Santuário é um local que recebe bastante batidas policiais, principalmente no fim de semana, quando nós passamos várias vezes ao dia. Então toda semana nós realizamos prisões de indivíduos, tanto pelo tráfico de drogas quanto pelo uso de drogas — declarou.

Robson ainda acrescentou que o trabalho no local é incansável.

— Com o auxílio do Olho Vivo ou até mesmo das abordagens cotidianas, nós seguimos realizando os trabalhos. Porém mesmo com as prisões e com a base móvel no local, ainda há uma grande insistência e resistência dessas pessoas. Então o nosso trabalho continua sendo realizado de forma incansável para trazer segurança para a população؅ — finalizou.

Reconhecimento

Ao fim da reunião o Presidente da Acasp, Breno Clementino, parabenizou a PM pelos trabalhos realizados e comunicou que a próxima reunião será na CDL.

— Nós sabemos que as demandas hoje aqui apresentadas são recorrentes em diversos pontos da cidade. Então eu gostaria de parabenizar a polícia pelos trabalhos que são realizados cotidianamente em prol da nossa segurança, e também quero dizer aos cidadãos, que participem efetivamente das nossas reuniões trazendo mais demandas para serem solucionadas — enfatizou

Comentários
×