UPA vai receber repasse do Estado

 

Matheus Augusto

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto vai receber R$ 750 mil. O repasse, parte das ações de apoio aos municípios com alto índice de dengue, deve ser realizado até hoje. Porém, não é dentro daqueles 93 municípios que receberam recursos extras por causa da doença. Agora, são 32 cidades e Divinópolis receberá o 5º maior benefício. A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informou não ter sido comunicada oficialmente sobre o repasse do montante. O motivo é que o decreto anunciando o recurso ainda não tinha sido publicado até o ontem.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), o valor é referente ao adiantamento de seis meses de repasses para o custeio das UPAs. Ao todo, serão transferidos cerca de R$ 17 milhões aos 32 municípios.

Outros municípios também receberão o recurso. Nova Serrana deve ser beneficiada com cerca de R$ 149 mil, Pará de Minas com R$ 262,5 mil, e Formiga com quase R$ 200 mil. Segundo informou SES-MG, o valor que será repassado às cidades, totalizará um investimento de quase R$ 17 milhões.

Dados

O último boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) no último dia 24, apontava 994 notificações e 326 casos confirmados. Outras 521 suspeitas estavam em análise. Com esses números, a cidade foi classificada pela primeira vez no ano com incidência alta, segundo a SES-MG.

Até o fim da tarde de ontem, a Semusa não havia liberado os números que eram para ter saído na quarta-feira passada. A Secretaria de Estado de Saúde também não conseguiu liberar a estatística ontem, alegando que houve problemas em seu sistema. A expectativa é de que ambos os levantamentos sejam publicados hoje.

A Semusa também confirmou a morte de dois idosos na cidade em decorrência da dengue. Uma das vítimas era um homem, de 77 anos, morador do bairro Niterói, e outra era uma mulher, de 69 anos, que morava no Santa Clara. Ambos foram internados em estado e não resistiram.

Em todo ano passado, Divinópolis registrou apenas 77 casos confirmados. Ou seja, em apenas quatro meses este índice é quatro vezes maior.

Atendimento

Na tentativa de melhorar o atendimento, a Prefeitura anunciou a abertura de um ambulatório na Policlínica, a fim de fornecer hidratação para os pacientes considerados não graves. Para ser atendido no local é preciso passar antes por uma unidade de saúde e receber o encaminhamento. Pacientes classificados como graves continuam sendo atendidos na UPA.

Com o surto de dengue na cidade, a unidade viu a procura por atendimento aumentar em cerca de 30%. Segundo informou a Prefeitura, 55 pessoas estavam internadas na UPA até o fim da tarde de ontem, sendo que ninguém está aguardando vagas para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Além disso, entre 80 e 90 pessoas, em média, aguardam em casa por algum procedimento ortopédico.

Crise

No fim de abril, o Governo de Minas anunciou situação de emergência nas Macrorregiões de Saúde Centro, Noroeste, Norte e Oeste. Os Triângulos Norte e Sul também foram decretados com situação crítica. Tais regiões devem receber, em duas fases, um montante total de R$ 8,38 milhões para intensificar do combate a dengue. Divinópolis, porém, não deve ser contemplada nestes decretos.

Recursos

Na tabela, todos os 32 municípios contemplados pelo recurso estadual para investimento na UPA.

 

 

Comentários
×