UPA de Divinópolis normaliza atendimentos após acordo entre Prefeitura e médicos

 

Ricardo Welbert

O corpo clínico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto em Divinópolis concordou em normalizar os atendimentos nesta quarta-feira, 15, após a Prefeitura prometer pagar os salários atrasados. No dia anterior os profissionais passaram a atender apenas a casos considerados como de urgência e emergência, em forma de protesto contra os atrasos nos pagamentos

A decisão foi tomada durante a manhã, em uma reunião com os vereadores Renato Ferreira (PSDB) e Janete Aparecida (PSD) e o deputado federal Domingos Sávio (PSDB), que garantiu uma emenda de R$ 1 milhão para a UPA, que deverá ser liberada até o próximo dia 30.

Como o repasse de R$ 500 mil do governo federal já foi depositado, o salário referente a agosto deverá ser pago até a próxima quarta-feira, 22.

A emenda parlamentar de R$ 1 milhão deverá ser usada para quitar os salários de setembro.

Já o salário referente ao mês trabalhado de outubro está previsto para ser pago em 20 de dezembro.

Diálogo

No começo da reunião, os médicos estavam reticentes e indecisos se aceitavam ou não o acordo. O diretor clínico da UPA, Rodolfo Monteiro Barbosa, colheu opiniões de 36 médicos por telefone antes de tomar a decisão.

Os vereadores também assinaram o documento, como forma de reforçar o compromisso firmado.

Ao final, o secretário de Saúde, Rogério Barbieri, formalizou o compromisso em um ofício encaminhado ao diretor clínico. No documento ele diz que se reuniu com o prefeito Galileu Machado (PMDB) e com vereadores para definir a quitação dos pagamentos dos médicos.

— Em 22 de novembro, pagamento integral da nota fiscal de serviços referente ao mês de agosto. Assim do repasse da emenda pelo governo federal, representada pelo deputado Domingos Sávio, pagamento integral da nota fiscal de serviços referente a setembro. Mediante tal compromisso e certo de sua presteza e compreensão, aguardo a normalização do atendimento médico na UPA Padre Roberto — diz o secretário.

O diretor clínico firmou o compromisso e comunicou a decisão aos colegas.

Ofício de Rogério Barbieri a Rodolfo Barbosa (Foto: Divulgação)

Saiba mais

Exclusivo: Santa Casa usou R$ 300 mil que eram da UPA, denuncia superintendente
Estado reconhece atraso em repasses à UPA: 'último foi em junho de 2017'
Emenda de emergência promete dar sobrevida à UPA
Prefeitura confirma pagamento dos serviços médicos da UPA
Vereadores dispensam pronunciamentos e saem da Câmara em busca de soluções para crise na UPA
Vereadores suspendem reunião para debater UPA nos bastidores
Médicos aguardam pagamento para normalizar atendimento na UPA
UPA de Divinópolis passa a entender só a urgências e emergências nesta terça, 14
Ameaça de greve de médicos ronda a UPA de Divinópolis 

Médicos da UPA podem restringir atendimentos dia 14, diz vereador 
Família recorre a promotoria para salvar idoso 'internado' na UPA
Charge: crise na UPA

Comentários
×