Uber oferece novas formas de pagar, mas ainda faltam carros em Divinópolis

 

Ana Laura Corrêa

 Desde ontem, usuários do aplicativo Uber em Divinópolis podem contar com novas formas de pagamento das viagens. Segundo a empresa, foram disponibilizadas na cidade as opções de pagamento em dinheiro e também em cartão de débito.

Até então, de acordo com a Uber, o valor das corridas no aplicativo era pago somente com cartão de crédito.

— A opção de pagamento com cartões de débito está disponível para as principais bandeiras dos cartões dos bancos Bradesco, Santander e Banco do Brasil, e estará disponível para todos os usuários nas próximas semanas — informou a empresa.

As novas formas de pagamento podem ser selecionadas na seção “Pagamento”, que fica no menu do aplicativo.

 Faltam motoristas 

Apesar das novidades nas formas de pagamento, a Uber ainda conta com poucos motoristas na cidade.

Na noite do último sábado, 17, e domingo, 18, a reportagem do Agora tentou solicitar carros do serviço. Nos dois dias, o aplicativo mostrou que não havia motoristas disponíveis na cidade.

No fechamento desta matéria, às 16h30, o aplicativo mostrava, em Divinópolis, somente três carros circulando.

 Demanda 

Procurada pelo Agora, a Uber informou que não divulga o número de motoristas cadastrados no aplicativo em cada município.

— Os fins de semana, principalmente, são dias de muita demanda. Como ainda não faz tanto tempo que o serviço está disponível na cidade, é normal que a falta de motoristas aconteça nesses primeiros meses de adaptação no município — declarou.

Ainda segundo a Uber, condutores que quiserem se cadastrar para dirigir com o aplicativo ainda podem fazê-lo.

— O cadastro de motoristas está sempre aberto. Então, quem quiser dirigir ainda pode se cadastrar — informou.

Novos motoristas podem se inscrever por meio do próprio aplicativo. Para se cadastrar, é preciso que os veículos preencham alguns requisitos mínimos. A empresa exige que o carro seja modelo 2008, ou mais novo, tenha quatro portas, cinco lugares e ar-condicionado.

 

 

Comentários
×