Túlio Mourão pelos caminhos das Índias

 

Jorge Guimarães

Depois de um ano de muito trabalho e realizações, como o sucesso da gravação e turnê de “Paixão e Fé”, ao lado de Titane, o pianista, arranjador e compositor Túlio Mourão embarcou na última semana para a Índia, com direito a uma passagem por Roma.

Tour

As apresentações de Túlio Mourão começam na próxima segunda– feira, 3, quando participa do Delhi International Arts Festival, a ser realizado no Triveni Kala Sangam, um importante complexo cultural e artístico e centro de educação em Nova Deli. Ela segue durante a semana e no dia 5, quarta – feira próxima, Túlio se apresenta no NCPA  Tata Theatre/Mumbai uma instalação com lugares para música, dança e drama no centro Mumbai, maior e mais importante cidade da Índia, com uma população estimada em 12. 478. 447 habitantes residindo apenas em seu núcleo urbano.

Jazz

A turnê prossegue no dia 17 de dezembro, quando o divinopolitano se apresenta no Piano Man Jazz Club, em Nova Deli. A seguir no dia 18, Túlio encerra suas apresentações pela Índia com um concerto no Índia International Center, também em Nova Deli.

Jazzmineiro

A música instrumental de Túlio Mourão se apoia numa consistente construção melódica. Ele busca um perfil pessoal e original dentro da música instrumental brasileira, metabolizando elementos que vão da música erudita aos cânticos religiosos da tradição sacra e popular de Minas Gerais. O pianista exercita um perfil mais brasileiro e rítmico através de uma estimulante dinâmica entre a mão esquerda e direita, resultando numa síntese batizada de jazz mineiro.

História

Nascido em Divinópolis, Túlio Mourão é protagonista de uma rica história dentro da Música Brasileira. Integrou a banda Mutantes na fase do rock progressivo e, em seguida, esteve na banda de artistas como Milton Nascimento, Maria Bethânia, Chico Buarque, Ney Matogrosso, Fagner, entre outros.

Parceria

Suas canções têm parceria com Milton Nascimento, Adélia Prado, Fernando Brant, Márcio Borges, Ronaldo Bastos, Abel Silva, Sérgio Dias,Tavinho Moura, Murilo Antunes  e Nelson Motta, e foram gravadas por nomes como Milton Nascimento, Maria Bethânia, Nara Leão, entre outros. Merecem destaque a gravação das músicas: ‘Depois da paixão’ com o guitarrista Pat Metheny e  ‘a primeira estrela’ pelo saxofonista americano Bob Berg, numa produção assinada por Chic Corea  e participação  de músicos notáveis como Steve Gad, Victor Bailey,  e Gil Goldstein.

 

Comentários
×