Três suspeitos de sequestro em Nova Serrana são presos

 

Gisele Souto

Uma família de Nova Serrana que passou por momentos de desespero pôde se sentir um pouco aliviada por dois motivos: primeiro é que o homem feito refém por assaltantes foi resgatado pela Polícia Militar (PM) logo depois e com poucos ferimentos. Segundo é que três dos cinco bandidos já foram presos.

Os dois primeiros foram presos pela PM ontem pela manhã e o outro no fim da tarde. Eles e mais dois comparsas roubaram, na noite desta quarta-feira, 18, uma caminhonete em Nova Serrana. A esposa da vítima revelou à polícia que, armados, eles abordaram seu marido quando ele guardava a Toyota/Hilux modelo 2014 na garagem.

Os suspeitos chegaram em um Jeep/Compass de cor branca e levaram a vítima como refém. Informações levantadas revelaram que eram cinco homens com arma de fogo. Policiais de Divinópolis ajudaram no cerco de bloqueio.

Quando os veículos foram vistos BR-494, as viaturas iniciaram perseguição e, quando perceberam a aproximação dos militares, os assaltantes libertaram a vítima e abandonaram o carro, que foi recuperado em meio a um matagal, juntamente com o Jeep usado na ação.

A vítima foi agredida pelos bandidos e sofreu pequenas escoriações.

Presos

Já na manhã desta quinta-feira, dois dos cinco assaltantes foram presos pela PM.  A prisão se ocorreu no barro Preto, próximo à boate Terra de Arroz, em São Gonçalo. Um tem 19 e outro de 21 anos.

Terceiro preso

A PM continuou o rastreamento durante todo dia e já à tarde viram um homem às margens da MG- 252 próximo a São Gonçalo do Pará.

No momento da abordagem, o suspeito tentou desfazer-se de um cordão de ouro que, após pesquisa, constatou-se ser de propriedade da vítima do roubo.

Questionado pelos militares, ele confessou ter participado do roubo e disse ser ele quem estava armado na ação criminosa. Alegou ainda ter jogado a arma em uma lagoa na zona rural de São Gonçalo do Pará.

Diante das informações, o suspeito, de 18 anos, foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia, assim como o cordão de ouro que pertence à vítima.

A PM diz que continua as buscas pelos outros integrantes da quadrilha e pede à população que, em caso de suspeita, denuncie no Disque Denúncia 181 ou 190.

 

 

Comentários
×