Trânsito no quarteirão da rua São Paulo é liberado

Depois de trauma da desocupação e obras, via que liga 1º Junho e Getúlio Vargas foi inaugurada ontem

Da Redação

Sete meses após desocupação, o acesso do quarteirão fechado da rua São Paulo, antigo camelódromo, foi inaugurado ontem. As obras de reforma no espaço foram concluídas na última sexta-feira, 21, de acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito (Settrans).

O motorista que quiser acessar a via deverá fazê-lo pela avenida 1º de Junho. Apesar da abertura, a Settrans informou que o trânsito no local será permitido apenas para veículos leves e de transporte de valores, como os carros fortes. A secretaria também determinou que a velocidade máxima na passagem será de 30 km/h. A expectativa da Prefeitura é de que a abertura do trecho minimize o volume de tráfego registrado todos os dias na região. 

Abertura 

De acordo com o projeto arquitetônico apresentado em fevereiro deste ano, a via tem 4,5 metros de largura. A Settrans informou que o modelo colocado em prática foi embasado no molde “traffic calming”, com o objetivo de evitar a retenção no tráfego de veículos na 1º de Junho.

Além das modificações do trânsito, quem passa pelo local percebe que a Prefeitura realizou a implantação de jardineiras, que farão a separação da calçada, além da pista de rolamento destacada por cores.

A Prefeitura também informou a instalação de novos semáforos de pedestres. Em horários de pico de tráfego, o tempo para travessia de pessoas será de 30 segundos.

Relembre a desocupação 

No local onde foi aberta a via de acesso funcionava o famoso camelódromo da cidade, que contava com centenas de vendedores fixos. Em 13 de janeiro, em uma grande operação que contou até com o helicóptero da Polícia Militar (PM), a Prefeitura retirou os vendedores e removeu as bancas de vendas.

Novo local 

Depois de toda a discussão e retirada dos comerciantes, um novo camelódromo foi construído. O espaço, localizado na Getúlio Vargas conta agora com estrutura dividida e portões que dão maior segurança aos trabalhadores. Segundo a associação dos vendedores ambulantes, no novo camelódromo, estão locadas mais de mais de 70 famílias. O novo espaço também confere aos comerciantes licença municipal de funcionamento, o que foi um dos argumentos da Prefeitura na época da desocupação.

Comentários
×