Tolentino: ‘Assembleia pode pedir a intervenção federal’

 

Prefeitos querem intervenção federal nas finanças do Estado. Governo Fernando Pimentel (PT) insiste em sua política de estrangulamento financeiro dos municípios mineiros. Mas prefeitos, em audiência pública no dia 22 de março, na Assembleia Legislativa, debateram a possibilidade intervenção federal nas finanças do Estado, para solucionar os atrasos nos repasses aos municípios. Os gestores cobram a regularização das transferências do ICMS, do IPVA e pagamento de verbas destinadas à Educação e à Saúde. Para o deputado Fabiano Tolentino (PPS), a solicitação de intervenção federal nas finanças do Estado pode ser encaminhada pela própria Assembleia Legislativa.

Ainda não há luz no fim do túnel

 Estado não paga parte da segunda parcela do salário e Fazenda divulga nota, citando baixa arrecadação. Segunda parcela do salário do funcionalismo estadual deveria ter sido quitada na sexta-feira, 23, mas nem todos viram o dinheiro na conta. Em nota enviada à imprensa, a Secretaria de Estado de Fazenda informou que “a queda da arrecadação tributária e a redução dos repasses da União a Minas Gerais frustraram as receitas do mês de março e refletiram no fluxo de caixa do Estado, impossibilitando o pagamento total da segunda parcela do salário de fevereiro”. Segundo a nota, 82% do funcionalismo receberam normalmente. Para os demais 18% que não receberam o valor, não há precisão na data para quitação, ficando apenas a promessa de que os valores serão pagos “o quanto antes”.

Fonte: JM Online 

Edis devem abrir a caixa-preta dos cargos comissionados na Prefeitura 

Sempre que querem impressionar eleitores, alguns edis criticam o excesso de nomeações na Prefeitura de Divinópolis. Mas param por aí na encenação. Na semana passada, um vereador disse que foram nomeadas 223 pessoas para cargos comissionados. Porém, não contou que a maioria destas indicações foi feita por vereadores que, para darem sustentação política ao prefeito na Câmara Municipal, reivindicam dele cargos em troca. Há nas declarações de alguns vereadores sinais evidentes de que indicam, sim, apoiadores de campanha para cargos comissionados. Frases como esta: “vereadores precisam ter vergonha na cara, porque têm cargos comissionados na Prefeitura e cospem na cara do prefeito” já foram ouvidas na tribuna da Casa Legislativa.

 Cleitinho sugere a extinção dos políticos 

Acho que o vereador Cleitinho (PPS) ainda não se deu conta de que se tornou um político ao se filiar a um partido e se eleger vereador. Ou, então, ele se coloca em uma torre de marfim, inteiramente imune aos acontecimentos que lhe envolvem na Câmara Municipal e na política. Ao protestar contra o reajuste de 3,94% nos salários dos vereadores, esbravejou: “este aumento é imoral! Chega de dar regalia para políticos! Para político, é a extinção!”, gritou o edil.

 Com Sérgio Moro no “Roda Viva”, audiência explode! 

A entrevista do juiz Sérgio Moro no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, na noite de segunda-feira, 26, repercutiu na internet e nos canais de TV. O nome da atração ficou nos trending topics mundiais do Twitter. O assunto ganhou até uma página do Moments da rede social. Na manhã de terça-feira, 27, o vídeo no canal do “Roda Viva”, no YouTube, tinha mais de 580 mil visualizações. Nos canais de TV aberta e na TV Cultura, também superou a audiência.

Nesta amostragem, vê-se a significativa a diferença: 

TV Cultura /Roda Viva – 89,8 %

Globo/Tela Quente – 8,2 %

SBT/Programa do Ratinho – 2%

 Fonte: Amazon/Prime Vídeo

Comentários
×