Todo dia é dia de poesia - À espera dos bárbaros

À espera dos bárbaros

O que esperamos na ágora reunidos?

É que os bárbaros chegam hoje.      

Por que tanta apatia no Senado?

Os senadores não legislam mais?

É que os bárbaros chegam hoje.

Por que tanta apatia no Senado?

Os senadores não legislam mais?

É que os bárbaros chegam hoje.

Que leis hão de fazer os senadores?

Os bárbaros que chegam as farão.

Por que o imperador se ergueu tão cedo

E de coroa solene se assentou

Em seu trono à porta magna da cidade?

É que os bárbaros chegam hoje.

O nosso imperador conta saudar

O chefe deles tem pronto para dar-lhe

Um pergaminho com muitos nomes e títulos.

Porque hoje usam togas e púrpuras

Porque hoje empunham bastões tão preciosos

É que os bárbaros chegam hoje,

Tais coisas os deslumbram.

Por que não vêm os dignos oradores

Derramar seu verbo como sempre?

É que os bárbaros chegam hoje

E aborrecem arengas, eloquências

(?) Sem bárbaros o que será de nós?

Ah! Eles eram uma solução. (...) ***

 

*** Esta é parte de texto do poema do grego Kostantino Kaváfis. O texto completo foi lido pela juíza Rosa Weber na recente apresentação do Supremo que tecia o destino que ela e demais companheiros escolhem para o Brasil neste momento histórico.

 

Hora e vez da Unibiótica

Depois de bons serviços prestados ao governador em Brasília, a jornalista Zózima Guimarães volta para sua terra, Divinópolis, onde se dedica à Unibiótica. Com entusiasmo, Zózima Guimarães se dedica de corpo e alma em disseminar a iniciativa do Dr. Yong Suk Yum, que propõe ao participante que se dedique a cuidar do corpo e alma com exercícios e atitudes que vão da meditação ao preparo físico, dedicados ao aprimoramento pessoal. A quantidade e aumento de adeptos têm mostrado a eficiência do programa, que propõe dedicação e presença, com a repetição do lema “Melhorando tudo, melhorando todos”. E não tem feriado. Repetem: “Feriadão só sexta-feira da Paixão”, “Exercícios e meditação, dia sim, sem dia não”.

Pois é esta Unibiótica que esta semana cumpriu 24 anos de vivência de dedicação e benefícios, acompanhados e vivenciados pela sua presidente Zózima, incansável em seus propósitos de benefício ao próximo dedicado.

As comemorações dos 24 anos se iniciaram com missa de casa cheia no Santuário de Santo Antônio e encontro festivo à noite. Desta vez, os exercícios foram ritmados, dançados, cantados e encantados, com destaque para a dançarina Zilá, fiel seguidora. E a Zózima, sem esmorecer, se desdobrando em dedicação e entusiasmo. Em sua casa, na Vila Ideal da avenida 21 de Abril, Centro, Zózima caprichou adequando telhado e piso e sons para exercícios e reuniões, espaço desfrutado por quantos necessitem. É assim a Zózima da Unibiótica...

Parabéns à Unibiótica pelos seus 24 anos de benefício espalhado ao próximo, e dedicação de Zózima.

 

 

 

 

 

Comentários
×