Terminar obra do Hospital Regional é prioridade, diz Anastasia em Divinópolis

 

Pollyanna Martins

 O candidato ao Governo de Minas pelo PSDB, Antonio Anastasia, esteve em Divinópolis ontem, 31, e visitou as obras paradas do Hospital Público Regional Divino Espírito Santo. O senador concedeu uma entrevista coletiva durante sua visita à Regional Centro-Oeste da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Anastasia afirmou que uma das prioridades do seu plano de governo é concluir as obras do hospital público.

A construção começou em junho de 2010, quando o senador era vice-governador de Aécio Neves (PSDB). Anastasia foi eleito governador em 2010 e, durante o seu governo, as obras não foram concluídas.

Segundo o senador, o hospital público não foi terminado durante o governo tucano, pois o cronograma de obras não permitia. Anastasia assegurou ainda que, durante sua gestão, as obras ficaram rigorosamente dentro do cronograma.

— Lamentavelmente, o novo governo, que deveria dar continuidade e concluí-lo faltando um pouco mais de 10%, não deu prioridade necessária à cidade e à saúde da região e parou a obra. Então, evidentemente, nós vamos de retomar essa obra. Agora, claro, de modo muito explícito, que essa retomada se dará tão logo nós consigamos colocar em ordem as finanças — afirma.

Anastasia reforçou que tem também como prioridade de governo, se eleito, ajustar as contas do Estado e, assim, pagar as dívidas com os municípios, colocar em dia o pagamento dos salários dos servidores estaduais e concluir obras inacabadas antes de iniciar qualquer outra.

— Dentre as obras inacabadas, a prioridade será para as obras de saúde, e esta [o hospital público] se destaca, porque ela está praticamente concluída — enfatiza.

Conforme informou o senador, o hospital público seria mantido, então, por uma associação dos municípios da região que ele propõe criar. Anastasia ressaltou que, além de recursos municipais, o hospital precisará de recursos estaduais, federais e da Prefeitura de Divinópolis para se manter.

— Mas também é imprescindível que os municípios da região, que estão consorciados, tenham uma participação, porque o hospital não é municipal, é um hospital regional — destaca.

 Reconstrução

 Quando questionado como irá recuperar a situação do Estado, se eleito, o senador disse que terá de ser feito um trabalho forte, pois Minas Gerais encontra-se hoje em uma situação pior do que a encontrada pelo PSDB, em 2002. De acordo com Anastasia, novos mecanismos e instrumentos de gestão teriam de ser adotados para equilibrar as finanças.

O candidato ainda tinha mais quatro anos no Senado, mas decidiu disputar o Governo de Minas. Segundo Anastasia, ele seguiu um “chamamento” que recebeu de lideranças da sociedade, empresariais e políticas de todo o Estado.

 MG-050

O Projeto de Parceria Público Privada (PPP) da Rodovia MG-050 também foi outra ação do governo tucano em Minas Gerais. O contrato foi assinado em 21 de julho de 2007 entre a Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop) e a Concessionária da Rodovia MG-050 S.A – Nascentes das Gerais, e foi o primeiro projeto de PPP do país na área de infraestrutura rodoviária. A PPP completou 11 anos este mês e é marcada por atrasos, aditamentos e irregularidades.

O senador reforçou que a MG-050 é a rodovia mais importante sob gestão do Estado, pois interliga uma região economicamente ativa e o fato merece atenção especial. De acordo com Anastasia, já houve algum avanço, mas distante do necessário.

— Especialmente a duplicação que deve haver entre Divinópolis e Itaúna, porque são duas cidades grandes e importantes dessa região. Nós temos que estudar isso, não com recursos do Estado, porque não existe, mas através de uma avaliação com a concessionária, e com o próprio Governo Federal – ressalta.

 Apoio

A candidatura do senador Aécio Neves (PSDB) ainda é um grande mistério que ronda o partido. Cumprindo agenda em Belo Horizonte, o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) disse que irá aguardar a “reflexão” de Aécio sobre o rumo que tomará nessas eleições. Cogita-se nos bastidores que o senador poderá lançar sua candidatura a deputado federal. Quando questionado se apoiará Aécio Neves em sua campanha, Anastasia se esquivou.

— Cada candidatura tem a sua realidade. Neste momento, estou muito focado na minha candidatura ao governo e na candidatura do governador Geraldo Alckmin a presidente.

 

 

 

 

 

Comentários
×