Termina exposição “Maria, Bax e Poesia”

 

Jorge Guimarães

Um dos maiores pintores, escultores e desenhistas do país, Petrônio Bax teve parte de sua obra exposta na galeria de Artes Giva Sartori, em Divinópolis, por um mês. A exposição “Maria, Bax e Poesia”, com a curadoria de sua filha Simone de Carvalho Bax, teve início em 30 de maio, se encerrando na última sexta-feira. Quem não teve a oportunidade de conhecer um pouco do artista terá nova oportunidade no fim do ano, mais precisamente em novembro, quando Simone traz a exposição para ser uma das atrações do Encontro dos Franciscanos.

— Antes, porém, vamos realizar uma mostra em Carmópolis de Minas, na terra natal de meu pai.  Depois, começaremos os preparativos para retornar a Divinópolis — define Simone.    

Bax

Natural de Carmópolis, Bax dedicou mais de 60 anos de sua vida à arte, predominantemente a religiosa. E Divinópolis, que foi a cidade onde o artista passou sua infância, contribuiu de maneira marcante para sua formação, através da convivência com os Franciscanos da Província da Santa Cruz. Mas, ambientes marinhos também fizeram parte de sua obra, na qual o artista fazia sua assinatura em forma do peixe, o símbolo da "boa nova".

Livros

Bax foi membro fundador da Academia Divinopolitana de Letras (ADL) e autor de cinco livros publicados pela Mazza Edições. Assim, poemas retirados dos livros “Espelho de Alexandra”, “Som de um Caramujo”, “Barco-Sonho do Pintor”, “Espelhos das Águas” e “Das Águas ao Espírito” também fizeram parte da exposição, juntamente com mais 12 telas, sendo duas de Simone a as outras de colecionadores.            

Comentários
×