Terceira fase de vacinação contra Influenza A será dividida em duas etapas

 

Da Redação

A campanha nacional de Vacinação contra influenza H1N1, chega a sua terceira e última fase até o dia 5 de junho e será dividida em duas etapas. A meta é vacinar, no mínimo, 90% de cada um desses grupos. 

A primeira etapa, durante o período de 11 a 17 de maio, contempla pessoas com deficiência, crianças a partir de seis meses a menores de seis anos, gestantes e puerpério (período pós-parto) de até 45 dias.

A segunda etapa, que ocorrerá durante o período de 18 e 5 de junho, busca atender os professores das escolas públicas e privadas e adultos na faixa etária de 55 a 59 anos.

Calendário Nacional de Imunização implementa novos públicos

A vacina meningocócica ACWY, que previne contra meningites e infecções generalizadas, agora atenderá adolescentes de 11 a 13 anos de idade.

Antes das alterações do calendário, a vacina meningocócica C atendia criança de três e cinco meses, posteriormente aos 12 meses e adolescentes na faixa etária de 11 a 14 anos. Desta forma, com a implantação do novo público da vacina meningocócica ACWY, a vacina meningo C passa a ser aplicada somente para crianças de 3, 5 e 12 meses.

A vacina da febre amarela também foi alterada. Agora serão duas doses. Uma aos 9 meses e posteriormente um reforço aos quatro anos de idade.

A tríplice viral, que previne contra o sarampo, caxumba e rubéola, antes atendia a faixa etária de 20 a 49 anos, entretanto, passará a atender o público de 20 a 59 anos.

Por fim, a vacina DTPa, responsável por prevenir a difteria, tétano e coqueluche, o público atendido era restrito a gestantes e profissional da saúde que trabalhasse com criança menor de 1 ano de idade, agora todos os profissionais de saúde (de acordo com esquema vacinal) devem se vacinar.

O secretário Municipal da Saúde, Amarildo Sousa, ressalta a importância de o público alvo comparecer aos postos, mas evitando aglomerações.

— As pessoas não precisam correr aos postos, basta ir em horários de menor fluxo, usando a máscara, evitar ficar muito próximo nas filas. O objetivo com esse cronograma é atender mais uma parcela da população, possibilitando que novos públicos se imunizem efetivamente contra os vírus da H1N1 — finalizou.

Comentários
×