Telhado de vidro

 Acho engraçado, para não falar sinistro, vereador bater no peito, como se fosse o dono absoluto da verdade, para falar de cabide de emprego na Prefeitura, que o prefeito aumentou salário de fulano e beltrano, e haja cacete e gritaria. Mas, acho mais ainda, nenhum deles pegar o microfone e falar: a crise está brava, os servidores não receberam, a cidade está cheia de problemas, então vamos abrir mão de 20% do nosso salário para um socorro pelo menos até este tsunami passar.  Hahaha! É bom quem tem esta esperança esperar sentado, se não o cansaço será extremo.

 Não é o momento

 Mesmo que aprovação do Georreferenciamento tenha sido apertada, mostra que o momento é para unir forças. Não de apoiar certos políticos que, lamentavelmente, só pensam no próprio umbigo e na eleição de 2020. Afinal, o que está em jogo com este projeto e a Atualização da Planta de Valores, este ainda na fila, é o futuro de Divinópolis, que precisa ser tratado com responsabilidade e carinho. Os políticos precisam acabar com este defeito de pensar só no presente, sob o risco do seu fracasso na carreira e afundar a cidade a qual ele representa.

 Também está errado

 Não estou defendendo o Executivo e seus empregos arranjados, muito pelo contrário. Está muito errado. Já passou da hora da maioria parar de se eleger com promessas de emprego. O resultado disso sempre foi uma administração catastrófica, já que a pessoa não é preparada para ocupar o cargo. O que precisa ficar claro é que acusações sem apresentar soluções não viram nada. Além disso, quem perde com esta desunião é o povo, o qual o Executivo e o Legislativo têm obrigação de suprir suas necessidades. Se não, para que servem os dois poderes? Para briguinhas particulares? Me ajuda! 

 De doer

 E especialmente esta legislatura tem sido marcada por espetáculos. As viagens mirabolantes e as falas desconexas dos discursos, sinceramente? São de doer os ouvidos. Mas, o pior não é isso, as discussões, os gritos e os chiliques particulares são motivos de piada para quem acompanha ao vivo pela TV. Tem momentos que, certamente, alguns se esquecem da transmissão. Então, minha gente, mais ação e menos enrolação e vergonha também!

 Saiu daqui

 Cleitinho Azevedo (PPS), que até pouco tempo ocupou uma cadeira na Casa, se transferiu para a Assembleia Legislativa, porém parece ter deixado seguidores. E ele era repetitivo, gritava muito, mas agia. Não é por acaso que teve tantos votos para deputado estadual. Além disso, muito engraçado, diga-se de passagem.  Haverá um segundo ainda nesta legislatura?

 Provável que não

 Bem, pode até ser que não. Mas, ele levou o mesmo estilo para a ALMG e já começa chamar atenção do estado e do país, já que um vídeo dele cantando durante sua fala na tribuna, criticando o PSDB e o PT, viralizou. Isso porque, antes de cantar, ele disse que a versão deveria ser apresentada a Wesley Safadão ainda no carnaval. Ele relembrou à época em que cantava nos bares de Divinópolis e mandou ver. Já pensou se a moda pega? Haja tribuna! Por aqui, até para falar muitos têm dificuldade, imagine cantando.

 Vereadores cantando

 A música dos vereadores de Divinópolis seria a seguinte: É buraco que não acaba mais, como é que a gente faz/ a culpa é da Prefeitura com seu cabide de emprego de forma costumaz/ Se tem boate o que tem, se der conta de segurar seu homem, ele não dará bola pra ninguém/

Refrão: Não, não tem solução, o Galileu é um tremendo vacilão. Troquei meu apoio por obras e o que eu ganho? A porta na cara. Ra ra ra.

Ele não paga o servidor e eu, o que faço? Só reclamo e toco o terror. Ô ô ô. (bis)

As estradas da zona rural estão destruídas, já pedi ajuda a Prefeitura, mas ela não liga/ na UPA só se perde vidas é porque você não falou com a Janete Aparecida/ A CPI agora é do IPTU, se essa agora não der nada, enfio em um buraco de tatu. Uuuuu.

 A de Cleitinho  

 PT, PSDB, a culpa é sua se Minas está quebrada aí, com a conta suja. Chega de mentiras e hipocrisia. Eu fui tão incoente em acreditar no Pimentel e no Anastasia. Agora fala que droga de governo é esse que prometia?

Salários dos servidores nunca “teve” em dia

E hoje eu sou o quê? Eu sou o quê?

Sou vítima do PT e PSDB

Laialaia laialaia

Pimentel vacilão

Anastasia também não fica de fora dessa não

E os ritmos e a política seguem!

Comentários
×