Tarifa de energia elétrica para produtores rurais é reduzida

Projeto contou com a participação de Domingos Sávio

Da Redação

A tarifa de energia elétrica para irrigação e produtores rurais será reduzida. Essa era uma das pautas dos trabalhadores do campo, após o ex-presidente Michel Temer (MDB) determinar o corte nos subsídios. A nova medida, publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira, 3, concede a volta das reduções cumulativas, de 10% a 30% na conta de luz dos agricultores.

Para o deputado federal e membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Domingos Sávio (PSDB), após diversos encontros, ficou definido a alteração do decreto do ex-presidente.

— Depois de muita luta e várias reuniões nos ministérios de Minas e Energia e da Economia, o governo cedeu e modificou o decreto anterior, publicado no final de 2018 — afirmou o deputado.

Segundo o parlamentar, aumentar a tarifa elétrica poderia, consequentemente, elevar os preços dos produtos alimentícios.

— Aumentar a tarifa de energia para o produtor rural seria muito ruim também para quem vive nas cidades, pois, inevitavelmente aumentaria também o preço dos alimentos e poderia até mesmo impactar na inflação — explicou Domingos.

Em fevereiro, em reunião com o ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque, Domingos Sávio já havia demonstrado insatisfação com o aumento da tarifa para os produtores.

— Mostrei ao ministro que os produtores rurais já são sacrificados e que, além de tornar mais difícil a vida no campo, o aumento da energia poderá acabar impactando no aumento dos preços dos alimentos, pois hoje não se produz leite, aves, suínos, etc, sem energia elétrica — afirmou o deputado nas redes sociais. 

Comentários
×