Tabagismo é fator de risco para covid-19

Da Agência Minas

Com objetivo de reforçar as ações de sensibilização quanto aos danos provocados pelo tabaco, é celebrado, neste sábado, 29, o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A importância da data, frente ao atual cenário de pandemia da covid-19, foi destacada pelo secretário de Estado Adjunto de Saúde de Minas Gerais, Marcelo Cabral, em coletiva virtual desta sexta-feira, 28.

— É essencial que haja conscientização sobre o assunto. O tabagismo, também considerado como uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é um fator de risco para transmissão do coronavírus, devido a um possível comprometimento da capacidade pulmonar. Isso aumenta a chance de que o fumante desenvolva sintomas graves da doença — afirmou Cabral.

Vacinação na pandemia

No mesmo âmbito de atenção preventiva à covid-19, o secretário Adjunto de Saúde também deu detalhes da prorrogação da Campanha de Vacinação contra o Sarampo por mais um mês.

— A campanha, que iria até 31 de agosto, foi prorrogada até 31 de outubro. Dessa forma, pessoas de 20 a 49 anos que ainda não se imunizaram devem procurar o posto de Saúde mais próximo para tomar a dose recomendada — orientou.

Diante do cenário de pandemia, o Ministério da Saúde recomenda alguns cuidados às pessoas no momento da vacinação. A população deve ficar atenta às medidas de prevenção, como manter dois metros de distância nas filas.

Também é necessário manter cuidados como o hábito de, ao espirrar, cobrir a boca com a face interna do cotovelo ou com auxílio de um lenço descartável; lavar as mãos com frequência, não tocar o rosto com as mãos e manter o uso de máscara (indicado para crianças com mais de 2 anos, adolescentes, adultos e idosos).

Até o momento foram aplicadas mais de 2,1 milhões de doses da vacina em Minas Gerais, número que representa 23,9% do grupo prioritário imunizado. A meta é vacinar 95% das pessoas com idade entre 20 e 49 anos, em todo o estado.

Comentários
×