Suspeito de atropelar e matar jovem estava com carteira vencida há 11 anos

 

Rafael Camargos 

As investigações envolvendo a morte de uma jovem de 24 anos, no bairro Jardinópolis, na terça-feira, 21, continuam.

O suspeito, que foi preso pela Polícia Militar Rodoviária (PMR) foi ouvido pelo delegado de Trânsito, Marcelo Nunes Júnior e, em seguida, encaminhado ao presídio Floramar.

O homem, de 62 anos, foi enquadrado no artigo 121 do Código Penal e o 306 do Código Brasileiro de Trânsito (CBT) por homicídio doloso, quando há intenção de matar, e também por embriaguez ao volante.

 CNH vencida

 De acordo com o delegado, o teste do “bafômetro” acusou que o motorista tinha ingerido bebida alcoólica. O homem estava em alta velocidade e havia ingerido bebida alcoólica.

Ainda de acordo com delegado, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista estava vencida desde 2007.

— Provavelmente a carteira dele foi comprada e ele não tentou tirar de acordo com a lei. Além disso, o documento estava suspenso — frisou.

Conforme explica, o laudo pericial deve ficar pronto em 30 dias e o suspeito poderá responder por homicídio com dolo eventual, porque assumiu o risco de matar a vítima ao ingerir bebida alcoólica em alta velocidade.

— Esse crime prevê pena de 6 a 20 anos de prisão — finalizou. 

Versão

 Em depoimento, o motorista disse que estava a 40 Km/h e quem invadiu a contramão da direção foi a motociclista. Ele ainda falou que fugiu porque estava com medo.

Já o passageiro deu outra versão. Segundo ele, o condutor do carro não diminuiu a velocidade. E que ele pediu por várias vezes, mas não foi ouvido. Foi quando ele não conseguiu fazer a curva e invadiu a contramão. 

Morte trágica 

Segundo os militares, testemunhas contaram que o veículo que estava no sentido Centro/bairro invadiu a contramão da pista e atingiu a motocicleta. O Corpo de Bombeiros, a vítima estava caída à beira da rua, politraumatizada e em parada cardiorrespiratória. Foram realizados os procedimentos de imobilização e ressuscitação cardiopulmonar. A vítima foi conduzida para a Sala Vermelha do Hospital São João de Deus (HSJD). Apesar de várias tentativas da equipe médica, a vítima morreu.

 

Comentários
×