Suspeito de aplicar golpes em Carmo do Cajuru ostentava em redes sociais

Gisele Souto

Foi preso pela Polícia Civil (PC) por volta das 15h de ontem, em Carmo do Cajuru, Eber Junio Silva, 32 anos, acusado de dar golpes de mais de R$ 100 mil no comércio de construção da cidade. De acordo com o delegado Weslley Amaral de Castro, as apurações começaram em abril último e o investigado é suspeito de ter cometido vários crimes de estelionato, os quais ultrapassam a casa dos R$ 100 mil, em comércios do ramo de materiais de construção da cidade.

As investigações mostram que o suspeito desfrutava de uma vida de ostentação, enquanto utilizava de cheques conhecidos como “folhinhas”. As apurações indicam que ele realizou compras consecutivas a princípio em comércios da cidade e efetuou os devidos pagamentos. Contudo, após obter a confiança dos empresários teria passado a não pagar suas respectivas compras, sendo que parte dos materiais obtidos era utilizada em suas construções e outra era revendida a terceiros por intermédio de grupos em redes sociais.

Ostentação

O suspeito possui duas casas de luxo na orla da barragem de Carmo do Cajuru. Uma delas está em fase de acabamento, toda construída com frutos dos golpes, segundo a polícia.

Além da prisão do suspeito, levado ao Presídio Floramar, a Polícia Civil, após devida autorização da Justiça, bloqueou diversas contas bancárias de outros investigados, para propiciar meios às vítimas de reparar os prejuízos.

— As investigações prosseguem para apurar a participação de outras pessoas na fraude, ou ainda novas vítimas — arrematou Wesley Amaral.

 

 

Comentários
×