Superminas 2019 movimenta R$ 1,95 bilhão em negócios

Da Redação

A Superminas Food Show 2019 - 33º Congresso e Feira Supermercadista e da Panificação foi realizada entre os últimos dias 15 e 17, no centro de eventos Expominas, em Belo Horizonte. A edição superou recordes históricos de negócios concretizados entre o varejo e o setor industrial. O volume transacionado entre os 55 mil visitantes e os 517 expositores desta edição chega à casa dos R$ 1,95 bilhão, um crescimento de cerca de 4% em relação à edição de 2018.

Personalidades

O evento, promovido pela Associação Mineira de Supermercados (Amis) e o Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), refletiu uma série de assuntos da atualidade. Foram apresentadas, por exemplo, as expectativas econômicas para 2020, a nova realidade tecnológica do varejo, a reforma tributária, os benefícios da diversidade e da inclusão. O evento também contou com 70 atrações de desenvolvimento profissional, contando com a presença de grandes nomes do mercado e de personalidades, entre eles, o jornalista Alexandre Garcia; o nadador brasileiro e campeão olímpico César Cielo; o sócio-fundador do Verdemar e presidente da Amis, Alexandre Poni, além do presidente do Grupo Super Nosso, Euler Fuad Nejm, que contou a sua trajetória de vida pessoa e como empreendedor.

Fiemg

A Superminas também contou com correalização da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), que trouxe pela primeira vez à feira um estande coletivo com a participação de 27 indústrias filiadas a 10 sindicatos mineiros associados à entidade. A proposta partiu de uma iniciativa da Câmara da Indústria de Alimentos da Fiemg para o fomento da economia, gerando novas oportunidades de negócios.

 — O que tenho a dizer da feira é o que escutei dos expositores: a felicidade de estarem aqui e de verem o movimento, o profissionalismo, a melhoria e os estandes maravilhosos. Os estandes estão belíssimos e eu percebi a alegria de todos os que estão aqui. Saio muito feliz com o resultado da Superminas — pontuou o presidente da Amis, Alexandre Poni.

— Os fornecedores já estão manifestando o interesse de voltar no próximo ano, mas, pelo que vi, vamos ver se teremos tanto espaço para a próxima edição — completou, em tom otimista.

 

Comentários
×