Supermercados iniciam ano em crescimento

 

Jorge Guimarães

Em janeiro, em comparação com o mesmo mês de 2018, os supermercados mineiros registraram expansão real de 2,84%, de acordo com o Termômetro de Vendas, pesquisa mensal da Associação Mineira de Supermercados (Amis), com empresas de todo o Estado e todos os portes. Na comparação de janeiro de 2019 com dezembro de 2018, houve variação negativa de 19,54%. Os números estão deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Recuperação

 O resultado em relação ao mesmo mês do ano passado mostra que o setor se mantém em trajetória de recuperação depois da crise econômica e está em linha com as projeções de crescimento em 2019. Já o desempenho menor em janeiro deste ano na comparação com dezembro último era tido como certo, levando-se em conta a base alta, ocasionada pelo Natal e Ano Novo. O mês de dezembro é sempre o de maior índice de vendas do ano.

Assim, comparando-se a variação regional entre janeiro e dezembro, a região Centro-Oeste teve queda de 19,13% em suas vendas. O Triângulo Mineiro também registrou números negativos, de -19,61%, e a Central, de -20,19%. Já a região Norte foi a que registrou menor queda, - 15,38%, e a região do Rio Doce, por sua vez, a maior, com 20,89%. As demais tiveram queda girando em torno dos 19%.    

 Crescimento

No segmento supermercadista, a aposta é de que o ano de 2019 tenha um desempenho melhor do que 2018, com expansão real na casa dos 4%.

— No ano passado, o setor cresceu 2,98%. Ao todo, pelo menos 70 unidades devem ser abertas com investimentos na casa dos R$ 520 milhões e a geração de 7,3 mil postos de trabalho — informou em nota a Amis.   

Inaugurações

E é com essa visão de mercado que, depois de Uberlândia, o grupo ABC Supermercados anunciou, no fim de fevereiro, a inauguração de um hipermercado na cidade de Uberaba, também no Triângulo Mineiro. Os investimentos em obras de reforma do imóvel e montagem da loja somam R$ 8,7 milhões. Serão 2,2 mil metros de área de vendas, em um espaço que vai abrigar também uma drogaria, pizzaria, restaurante, além das seções da loja, como padaria completa, açougue e hortifruti. O sortimento será de 16 mil itens. Ao todo, o empreendimento gerará 130 empregos diretos e o estacionamento oferecerá 95 vagas. 

Investimentos

Além de Uberaba, a empresa já anunciou aportes de R$ 48,5 milhões em Uberlândia, onde deve abrir cinco unidades neste ano. Depois de prontas, as unidades vão empregar 620 funcionários, de forma direta, na maior cidade do Triângulo. 

Comentários
×