Supermercadistas fecham setembro com vendas em alta

 

 

 

Pablo Santos 

Os supermercados da Região Central e o Centro-Oeste foram únicos com crescimento no faturamento em setembro no comparativo com agosto. Segundo os dados do “Termômetro de Vendas” da Associação Mineira de Supermercados (Amis), as vendas em Minas Gerais apresentaram variação negativa de 0,73% sobre o mês anterior.

Conforme os dados da Amis, das sete regiões analisadas, a Central teve crescimento de 0,48%. Já a região Centro-Oeste registrou uma leve alta de 0,19% em setembro, quando se comparado com agosto.

Já outras cinco regiões registram declínio. Norte/Noroeste apontou retração de 1,60% acompanhada da Zona da Mata (-1,40%) e o Triângulo (1,24%). Já o Rio Doce e Sul apresentaram queda de 0,42% e 0,30%, respectivamente.

— O desempenho não foi o esperado pelos empresários que projetavam pelo menos uma estabilidade sobre agosto, principalmente porque setembro contou com cinco finais de semanas cheios — apontou o relatório da Amis.

Ainda de acordo com o relatório, a variação negativa nas vendas em setembro pode ser explicada por fatores como o calendário.

— Trinta dias em setembro contra 31 em agosto, além do feriado prolongado do Dia da Independência, quando muitos consumidores viajam para fora do estado e boa parte das lojas tem horário de funcionamento reduzido —reforça a Amis.

O relatório ainda aponta a entressafra no campo nas principais regiões produtoras com a redução do emprego contribuindo com a queda nas vendas.

No geral, em setembro, as vendas do setor supermercadista em Minas Gerais apresentaram variação negativa de 0,73% sobre agosto.

 Acumulado

 Apesar da queda em setembro em Minas, os dados na comparação de setembro de 2018 com o mesmo mês de 2017, o desempenho foi positivo em 2,56%.

O resultado acumulado do ano também é positivo e mostra um crescimento de 2,71% nas vendas no período de janeiro a setembro. Os números estão deflacionados pelo IPCA/IBGE.

 

Comentários
×