Sucesso do “BBB” é uma exceção na história dos formatos

 Flávio Ricco

Colaboração: José Carlos Nery

 

Sucesso do “BBB” é uma exceção na história dos formatos

Na Globo, hoje à noite, tem a estreia do “BBB20”, com todos os seus participantes anunciados e como um produto consagrado, que mudou o calendário da televisão brasileira.

Se antes, para todas as emissoras, o ano começava em abril, após férias regulamentares e só depois do mercado comercial voltar às suas atividades, essa história mudou a partir de 29 de janeiro de 2002, quando foi ao ar a primeira edição brasileira.

Independentemente da preferência de cada um, do gostar ou não gostar, o “BBB” atende da melhor maneira possível o que toda televisão espera de qualquer programa, em se tratando de audiência, repercussão e faturamento.

Aliás, pela sua longevidade, aqui em seu 19º ano, como em tantos outros países, o “Big Brother” se coloca como exceção no mundo dos formatos, pelo cuidado e proteção que a Endemol tem pelo seu produto.

Algo nada comum neste universo, no qual a maioria dos criadores de formato apenas se preocupa com as suas vendas, em negociar bem, mas pouco se importam com os resultados. Basta verificar os tantos que quebraram a cara no meio do caminho.

TV Tudo

Novo desafio

Lá atrás, quando a “baianinha” Mariana Gonzalez chegou ao “Pânico na Band”, a ideia era que ela pudesse substituir Sabrina Sato. Apesar dos esforços da equipe, isso acabou não acontecendo. Agora, a jovem encara um novo desafio, como participante do “BBB20”, formato pelo qual Sabrina também já passou.

Reality de reforma

Os trabalhos do programa "Extreme Makeover Brasil - Casa dos Sonhos", com Otaviano Costa, estão a todo vapor em São Paulo. Nas gravações da semana passada, a equipe entregou duas residências.

Estreia dia 10 de março, uma terça-feira, no GNT.

Vai que vai - 1

É sempre um caso raro, que não acontece todo dia, um ator aparecer como ele mesmo em vários capítulos de uma novela. Normalmente isso não passa de um ou dois.

Porém, é o que está previsto para Betty Faria e Ary Fontoura em “Salve-se Quem Puder”, que estreia dia 27, faixa das 19h da Globo.

Vai que vai – 2

Em torno dessas participações, há uma armação interessante: Alexia, personagem da Deborah Secco, uma atriz em ascensão, escalada em uma nova novela da Globo com Betty e Ary, dada como morta, perde o papel.

Petra (Bruna Guerin), a sua irmã invejosa, acaba herdando a personagem. Toda essa situação é que vai prolongar a permanência dos dois atores na novela.

Troca de comando

No SBT já existe a decisão que Ricardo Mantoanelli vai dirigir a segunda parte da novela “As Aventuras de Poliana”.

As gravações serão reiniciadas a partir da próxima segunda-feira.

Diante disso

Reynaldo Boury, que dirigiu a primeira parte de “Poliana”, continuará como diretor-geral do núcleo de teledramaturgia do SBT.

Resta saber como será este novo estabelecimento de funções. Como funcionará na prática.

Nova série

A Globoplay anunciou ontem a produção de “Betinho”, em parceria com AfroReggae e Formata, uma série biográfica sobre a história do sociólogo Herbert de Souza (1935-1997). Betinho será vivido por Júlio Andrade, que esteve recentemente em “Amor de Mãe”.

Bate – Rebate

  • Renata Fan só reassume amanhã o comando do programa “Jogo Aberto” na Bandeirantes...
  • ...Assim como só a partir de hoje Patrícia Maldonado passará a substituir Silvia Poppovic no “Aqui na Band”.
  • Acabou mesmo o programa “A Melhor Viagem”, do Mario Frias, na Rede TV!...
  • ...Não foi possível renovar o seu patrocínio...
  • ...Diante disso, toda a equipe de produção já foi dispensada.
  • As produções de João Kleber na Rede TV! voltaram do recesso e começam a trabalhar nas mudanças dos seus dois programas, que serão exibidas ainda este mês...
  • ...Além da presença de youtubers no “João Kleber Show”, aos domingos, o apresentador participará de externas do “Você na TV”, que terá também presença de celebridades.

C´est fini

O Discovery, durante a semana especial de exibição de “Largados e Pelados”, de 6 a 12 de janeiro, foi o canal número um da TV por assinatura no total indivíduos (ambos os sexos, acima de quatro anos) e no domingo, dia 12, bateu recorde histórico.

Registrou sua noite de maior audiência entre pessoas de 25 a 54 anos.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Comentários
×