STJD define hoje situação entre Guarani e Villa Nova

José Carlos de Oliveira

O Guarani saberá hoje se permanecerá no Módulo I do Campeonato Mineiro para a próxima temporada. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) definiu na terça-feira, 18, a pauta de julgamentos para esta semana, com a inclusão do processo envolvendo o atleta Pinguim, do Villa Nova, que participou de jogos do Módulo I em 2019 de forma irregular.

Pauta do STJD

“Rio de Janeiro, 18 de junho de 2019

Comunicamos, que será(ão) julgado(s) em seu plenário, sito na rua da Ajuda, 35 - 15º andar, edifício Barão de Javary, Centro – RJ. – terça-feira, dia 25 de Junho de 2019, com início às 11h, os seguintes processos:

1 – Processo 101/2019 – Recurso voluntário – Procedência: TJD/MG - Recorrente: Guarani E.C.  – Recorrido: Villa Nova Atlético Clube. Auditor relator: Mauro Marcelo de Lima e Silva.

2 – Processo 110/2019 – Recurso Voluntário –Procedência: TJD/MG - Recorrente: Esporte Clube Democrata  – Recorrido: TJD/MG – Terceiro interessado: Uberaba S.C. Auditor relator: Ronaldo Botelho Piacente”.

Entenda o caso

No Campeonato Mineiro 2019, o Villa Nova terminou na 9ª posição na tabela, com 11 pontos ganhos, enquanto o Guarani ficou em 11º lugar, com 10 pontos, e acabou rebaixado para o Módulo II, juntamente com o Tupi, de Juiz de Fora, que somou apenas 4 pontos.

Em julgamento na Quarta Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (STJD-MG), o clube de Nova Lima foi punido com a perda de 16 pontos, por causa da escalação irregular do atleta Pinguim, em quatro jogos do estadual.

Posteriormente, recurso do Leão do Bonfim foi julgado pelo Pleno do TJD mineiro, com o tribunal revertendo a punição e dando ganho de causa do time de Nova Lima, por seis votos a dois. Agora o caso será julgado pelo Pleno do STJD, no Rio de Janeiro.

O processo

Expulso na partida contra o América de Teófilo Otoni, em jogo da 10ª rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro Sub-20 de 2018, o atacante Pinguim foi julgado no TJD-MG e punido com quatro jogos de suspensão. Cumpriu dois jogos: nas derrotas para o América, pela 11ª rodada da primeira fase da competição Sub-20 do ano passado, e para o Tupynambás, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro do Módulo I de 2019. Contudo, o jogador, que tinha mais dois duelos a pagar, entrou em campo contra o América, na segunda rodada do Estadual, e logo depois diante do Guarani, pela terceira rodada, além de ter jogado contra o Cruzeiro e o Patrocinense, descumprindo a ordem do tribunal.

Por determinação do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), em caso de confirmada a condenação, o Villa Nova perde três pontos de cada jogo disputado ilegalmente por Pinguim (12 pontos), mais os pontos conquistados em campo, que seriam quatro (empate diante do Bugre e vitória sobre o Patrocinense).

Comentários
×