Startups conseguem R$ 10 milhões em MG

 

 

 Da Redação 

O Governo Estadual avaliou como muito positivo o saldo da segunda edição da Finit (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia), realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes). Mais de 75 mil pessoas – 50% a mais do que em 2016 – passaram pelo Expominas nos cinco dias do evento, onde participaram de oficinas, hackathons, palestras e muito networking. As informações são da Agência Minas.

Durante a feira, foram mais de 2.000 encontros de negócios, mais de R$ 10 milhões em investimentos em startups, cerca de 500 horas de conteúdo e mais de 350 palestrantes divididos por quatro arenas.

O governador Fernando Pimentel (PT) esteve no evento e ressalta o foco do Governo do Estado em tecnologia e inovação.

– Estamos fazendo um esforço grande de diversificação da matriz econômica de Minas Gerais. Não que a gente não goste da nossa economia, ao contrário, gostamos muito. Mas é preciso colocar a economia mineira no século XXI. Isso aqui é um passo importantíssimo nessa direção – diz.

Pimentel  acrescenta que Minas Gerais já tem o maior programa de aceleração de startups do Brasil. Sedia também a Finit, que é um dos maiores eventos do Brasil na área.

– Trouxemos aqui para dentro a segunda edição do Campus Party Minas Gerais. Então, tudo isso somado é um passo muito importante para a gente colocar Minas Gerais naquilo que se chama, hoje, de economia criativa, a indústria de quarta geração, a indústria 4D. É o que nós estamos tentando fazer e acho que com sucesso – destaca o governador.

– Nossa meta é transformar a Finit no principal evento de tecnologia da América Latina e cases interessantes não faltaram, mostrando o poder e o talento dos mineiros – afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa.

 Arena empresarial 

Na Arena de Negócios, cerca de 300 atividades movimentaram os nove palcos. Um dos mais aguardados foi o painel Shark Tank, que, sozinho, levou mais de 3,5 mil pessoas.

Uma das participantes, a Saipos, acelerada pelo Seed, recebeu R$ 500 mil em investimentos, enquanto a MYPS se conectou com o empresário Caito Maia, fundador da Chilli Beans e um dos sharks.

No espaço HUB Conecta, foram geradas mais de 700 conexões entre empresas e startups, além da participação de representantes de 11 países. Ainda no HUB, o evento “The Jobs”, em parceria com a Gama Academy, resultou em 18 propostas, para as 20 participantes.

Só o Boost Acelerator arrecadou mais de R$ 4 milhões em investimentos em startups de Minas Gerais. O local contou também com a 16ª Conferência Anpei, reunindo grandes empresas nacionais na discussão de pesquisa e desenvolvimento de inovação para o país.

 Outros atrativos 

Outro importante acontecimento foi a Inforuso, com a participação de mais de 600 pessoas, duas palestras e quatro painéis, como o case dos “Programadores do Futuro”.

O espaço ainda recebeu a Tecnofeira Cotemig, Game Arena e o projeto Enxurrada de Bits, coordenado pelo professor Sandro Renato Dias do Cefet-MG, constituído por competições de robótica em diversas modalidades.

Novidade dessa edição, a Arena Criativa, realizada em parceria com a Fiemg e o P7 Criativo, fez o maior sucesso. Além de receber mais de 80 atividades, entre palestras e oficinas, o espaço contou com a arena de Drones, onde o público podia ter seu primeiro contato direto com essa tecnologia, participando de competições.

Um dos espaços mais disputados da Finit, a Arena Campus Party recebeu mais de 6 mil participantes. Destes, 1.200 deles ficaram acampados, os chamados campuseiros. A turma do Norte de Minas deu um show à parte. Com 311 participantes, a caravana bateu o recorde nacional da CP.

 

 

Comentários
×