Soprano divinopolitana tem novos projetos

 

Jorge Guimarães

A soprano divinopolitana Camila Corrêa, entre idas e vindas à Europa, onde se apresenta principalmente em várias cidades da Alemanha, Áustria, Itália e Suécia, também realiza projetos e apresentações no Brasil junto à Cia. Mineira de Ópera. Dentre eles, pela primeira vez apresentações da ópera infantil: João e Maria, de Humperdinck, toda em português, para alunos de uma escola em Sete Lagoas.

— A Cia tem como anseio despertar o interesse em novos ouvintes para o gênero operístico e creio que apresentar uma ópera infantil numa escola seja uma forma bem marcante e sensível de atingir esse objetivo — avalia Camila. 

Projeto

Outra novidade em que Camila está trabalhando é um projeto que junta a música erudita, em seus variados estilos, com a gastronomia. As apresentações são produzidas pela Camila Corrêa Eventos em parceria com profissionais da gastronomia, designer gráfico e produtor cultural.

— Já fizemos três eventos: uma ópera barroca italiana, juntamente com o restaurante italiano Est!Est!Est!, uma tarde de canções eruditas brasileiras com vinhos e petiscos, e uma noite com música renascentista e comida no estilo nórdico. Em julho, teremos uma edição voltada para o público infantil — detalha a soprano.

Inicio
A jovem soprano Camila Corrêa nasceu em 15 de agosto de 1984, é filha de Jair de Freitas e Maria Beatriz do Amaral Corrêa. Estudou entre os anos de 2004 e 2008 canto erudito na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Durante o período universitário, estudou personagens de óperas e operetas e interpretou algumas delas no palco. Entre 2005 a 2008, cantou no Coro de Câmara da Escola de Música da UFMG.

 

Comentários
×