Soprano divinopolitana estreia no Grande Teatro do Palácio das Artes

Haverá transmissão on-line do evento

Jorge Guimarães 

A soprano divinopolitana Camila Correa vai fazer sua estreia no Grande Teatro do Palácio das Artes no próximo sábado, 23, cantando a ópera barroca “Tolomeo e Alessandro”, de Domenico Scarlatti, na qual fará o papel da Elisa, uma mulher da aristocracia de Chipre. O espetáculo é uma produção da Fundação Clóvis Salgado com o Consulado Italiano e o professor, doutor e cravista Robson Bessa, um profundo conhecedor de música antiga. 

— Na orquestra, teremos réplicas de instrumentos de época e será uma das primeiras produções de óperas fidedignas ao estilo barroco feitas aqui no Brasil.

E haverá também transmissão on-line, detalha a também professora de técnica vocal na Escola Municipal de Música Maestro Ivan Silva, Camila Correa.

 

Inédita

A ópera barroca italiana “Tolomeo e Alessandro”, com música de Domenico Scarlatti e libreto de Giuseppe Capece, ganha a sua primeira montagem nos palcos brasileiros. Com a direção musical e artística de Robson Bessa, direção vocal de Sérgio Anders e direção cênica de Francisco Mayrink, a aclamada estreia será pela Temporada de Ópera On-Line 2021, no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes, no próximo sábado, às 20h30.

 

Elenco

Integram o elenco, ao lado da Orquestra Barroca Musica Figurata, importantes solistas, como as sopranos Luane Voigan, Daiane Melo e Camila Correa, além da mezzo-soprano Carol Rennó e dos contratenores Sérgio Anders e Sávio Faschet.

 

Ópera

Composta em 1711, a ópera “Tolomeo e Alessandro” apresenta de maneira magistral, por meio da música e da poesia, questões humanas universais, como o amor, o ciúme, a inveja, a ambição e a fraternidade. Apesar de ter sido criada no ambiente árcade do barroco italiano, a obra é atemporal, sobretudo com a música de D. Scarlatti. Filho do grande Alessandro Scarlatti, o maior compositor de ópera do fim do século XVII e início do XVIII, Domenico recebeu uma formação musical esmerada, e é possível perceber a força de sua criatividade nas áreas que ilustram o complexo rol dos afetos humanos.

Conhecido pelo grande público por causa das mais de 555 sonatas para cravo, Domenico Scarlatti demonstra com “Tolomeo e Alessandro” ser um grande representante da tradição operística do país da ópera, a Itália, no momento em que o teatro cantado era a maior manifestação artística da humanidade.

Entretanto, mesmo diante da grande importância que as óperas de Alessandro e de Domenico na história, será a primeira vez que o público brasileiro terá o prazer de assistir a uma ópera dos Scarlatti. Reencontrada somente em 1984 na Inglaterra, “Tolomeo e Alessandro” jamais foi executada nas Américas e esse será o primeiro registro visual dessa ópera magistral.

 

Ingressos 

Em razão da pandemia, a capacidade atual do Grande Teatro Cemig Palácio das Artes está limitada a 1.119 lugares. Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo site www.eventim.com.br.

 

Segurança

A Fundação Clóvis Salgado estabeleceu uma série de normas para a volta das atividades de forma segura. Para evitar aglomerações, o teatro contará com sinalização nas áreas externas e internas. Também as cadeiras do teatro possuem lacre, indicando os assentos permitidos para manter o distanciamento entre as pessoas. O uso de máscaras, tanto para visitantes quanto funcionários, será obrigatório do início ao fim do espetáculo.

Todos os ambientes do Palácio das Artes serão higienizados diariamente antes da abertura ao público. Também são disponibilizados tapetes para a limpeza de calçados, assim como álcool em gel 70% para desinfecção das mãos. Para garantir maior segurança dos visitantes, a entrada de sacolas, mochilas e afins não é permitida, para diminuir a contaminação dos espaços. 

Os frequentadores também deverão seguir recomendações como evitar aglomerar e conversar, manusear telefone celular, ou tocar no rosto durante a permanência no interior do centro cultural; cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar; realizar a higienização das mãos ao entrar e sair do espaço; seguir sempre as instruções dos funcionários e não frequentar o teatro caso apresente qualquer sintoma de resfriado ou gripe.

 

Comentários
×