Social alerta sobre cobrança para cadastrar no BPC

Da Redação

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) faz um alerta sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC): o cadastro é realizado de forma gratuita e não precisa de intermediários.

O benefício da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) é a garantia de um salário mínimo mensal às pessoas idosas com mais de 65 anos e/ou deficiente com comprovação de não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família.

Conforme o Gerente de Proteção Social e Benefícios na Semas, o Maicom Marques de Paula, o BPC pode ser solicitado pelo próprio interessado e não é necessário pagar para se inscrever.

— Temos informações de que famílias pagam outras pessoas para inscrevê-las no benefício no sistema do Governo Federal. Não é necessária a intervenção de ninguém para solicitação do benefício — destacou Maicom.

O atendimento deste serviço será realizado à distância, não sendo necessário o comparecimento presencial nas unidades do INSS, a não ser quando solicitado para eventual comprovação. A solicitação do BPC idoso ou deficiente pode ser realizada pelo próprio usuário, por algum familiar ou responsável, seja através da central de atendimento do INSS no 135 (telefone) ou pela internet, app do Meu INSS.  

Qualquer dúvida o interessado pode comparecer em um dos cinco Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Os Cras de Divinópolis são:

Cras Sudeste – Praça Ceus – Rua José Afonso Micheline nº 151, bairro Nossa Senhora das Graças. Telefone 3215-5254.

Cras Nordeste – Rua José Santos Silva nº 45, bairro Danilo Passos II. Telefone 3212-6624.

Cras Sudoeste – Rua Castro Alves nº 2020, bairro São José. Telefone 3221-8947.

Cras Noroeste – Rua Pedro Ferreira do Amaral nº 30, bairro Padre Libério. Telefone 3222-7476.

Cras Jardinópolis – Rua Goiabeira nº 761, bairro Jardinópolis. Telefone 3229-9791.

Comentários
×